Capital Vs. Interior, quem leva a melhor nas quartas?


O ano de 2016 não está sendo nada fácil para os times do interior, já que tem a possibilidade de quatro times da capital avançarem a semifinal. Fato que ainda não aconteceu em uma história recente do Campeonato Paranaense (três anos). Será que as semifinais será de quatro escrete de Curitiba? Veja os confrontos das quartas e as possibilidades para um do interior quebrar essa projeção:

Por Do Rico ao Pobre

No duelo Capital vs. Interior no primeiro embate das quartas de finais, o saldo foi de três vitórias para os escretes de Curitiba e um único empate, que foi salvo pelo escrete do Londrina que recuperou nos minutos finais. Amanhã (9), sábado, o certame terá o início do encerramento das quartas de final. Detalhe, todos os embates em Curitiba.

O primeiro melão a rolar nos confrontos das quartas é JMalucelli e PSTC. O clube de Cornélio Procópio terá que reverter o revés de 3 a 0 do último final de semana. Parada dura para o time do Vital, que ainda sonha com uma das vagas para a tão sonhada Série D do certame nacional. Vagas que atualmente estão com Jotinha e o Toledo.

No outro embate, domingo, o Foz do Iguaçu terá que reverter diante o Paraná Clube o mesmo placar que o PSTC no Jotinha. A equipe da Fronteira é a que corre por fora por uma das vagas, sendo que foi a oitava colocada na primeira fase e está a dois pontos do Toledo, melhor equipe do interior depois do Londrina.

Mas, em relação a isso, o escrete do Toledo também precisa reverter a situação diante um grande da capital, o Coritiba. No embate de ida, o time do Alto da Glória não jogou bem, mas conseguiu o suficiente para devorar mais uma vitória no certame. Mesmo assim, o Coxa vai com time titular no domingo.

Diferente dos três confrontos, Atlético e Londrina é o único embate que está uma incógnita, já que o primeiro jogo foi de empate. Ou seja, o Londrina é o clube do interior que tem a melhor vantagem em relação aos demais.  Sabendo também, que o time rubro negro não vence a três partidas.  



SAIR DA SECA - Nos últimos certames, a semifinal foi marcada por equilíbrio em 2014 com dois times da capital e dois do interior. O resultado final do Tubarão tetra campeão. Um ano depois, foi um pouco diferente, três times do interior e um da capital. O resultado final foi o título inédito do Operário de Ponta de Grossa. Esse ano parece que tudo encaminha para mais um título na aqui na capital. Mas futebol é aquela, como diria o Mestre Mario Lobo Zagallo, "uma caixinha de surpresa". Sim, quem viver, verá. 

__________________________________________
NÃO É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página 
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.