Coritiba fez o dever de casa e vence o Maringá, que é rebaixado no Paranaense 2016


Coritiba e Maringá encerraram a primeira fase do Campeonato Paranaense de 2016 no domingo (27) de Páscoa, no Estádio Couto Pereira. Em dois momentos distintos no embate, o escrete do Coritiba fez valer as peças que entraram durante o jogo na segunda etapa para conseguir o triunfo diante o Maringá de 3 a 1. A zebra até que tentou, mas depois do segundo gol do Coxa arriou as pernas e perdeu a força para buscar a reação. Resultado que deixou o time do Maringá na lanterna do certame e, consequentemente, decretou o rebaixamento para a Divisão de Acesso.

Por Rafael Buiar

O embate no Couto Pereira iniciou com os primeiros minutos tendo a equipe do Maringá, precisando do resultado para eliminar de vez a chance de rebaixamento, procurando o ataque. Assim, a primeira oportunidade surgiu com uma bola parada ainda no primeiro minuto, mas sem sucesso.  Depois disso, o escrete do Coritiba, que também precisava do resultado para ter uma colocação melhor na tabela, respondeu na sequência, com troca de passes na intermediária do Maringá entre Juan e Kléber. O artilheiro do campeonato foi surpreendido pela marcação, que aliviou parcialmente. Mas, no rebote, o meia Dudu arrematou forte e isolou com 3’. Lances que demonstraram que a emoção seria um dos fatores para decidir o embate.

Passados os cinco minutos iniciais, a equipe do Alto da glória melhorou no embate conquistando mais volume de jogo, seguido com ataques pelos flancos, principalmente, com jogadas criadas pelo meia Dudu. Mas, com passar do tempo, a equipe do Maringá tentou penetrar no campo do Coxa, mas a forte marcação da equipe da casa dificultou as ações ofensivas da Zebra. Mesmo assim, o time do Maringá martelou a equipe alviverde. Com isso, o Maringá passou chegar mais vezes na zaga alviverde, principalmente, com o camisa 10, Andrézinho. Momento da partida que o time do norte do Paraná teve três escanteios seguidos, com 15’.


Próximo da metade da primeira etapa, o time do Coritiba marcou. Mas, o árbitro assinalou impedimento de Kléber, que desviou antes de entrar, mesmo sem a intenção, após o chute de Ceará.  Sem reclamação, o jogo seguiu. A partir disso, o Coritiba pressionou, mas com lentidão. Diferente do escrete do Maringá, que, desesperado, desceu em velocidade em várias jogadas e quase surpreendeu o goleiro Elisson. Com 21’ e com o placar zerado, o Maringá entrou na zona de rebaixamento, já que o FC Cascavel abriu o placar diante o Rio Branco, em Cascavel. Sabendo disso, o time do Maringá criou outras oportunidades para abrir o placar. A segunda chance do time visitante foi com Felipe, que fez ótima jogada, ganhou do zagueiro Lucas Claro e lançou para o Gabriel Barcos. Mas o experiente Barcos desperdiçou A chance da primeira etapa. Enquanto isso, os gols pelo Paranaense 2016 foram saindo e a tábua de classificação sofrendo alterações a todo o momento, com 30’.

Nos minutos finais, o embate caiu de produção e poucas ações ofensivas de ambos os times ocorreram. Mas aos 40’, o placar quase foi aberto no Couto Pereira. Juan iniciou a jogada na meia cancha alviverde e passou para Carlinhos, o lateral cruzou na medida para Dudu cabecear. Mas, o camisa 27 não esperou que o arqueiro fizesse ótima defesa, como o pulo gato, aliviando parcialmente. No rebote, o atacante Kléber chutou, mas a força do arremate nem fez estrago no melão e muito menos no fundo da rede do Maringá. Para decepção da torcida do Alviverde, que teve que ver o placar do primeiro tempo terminar fechado.


SEGUNDO TEMPO – A etapa complementar reiniciou apenas com duas mudanças, os uniformes das equipes de Coritiba e Maringá. Com a bola rolando, a equipe do Coritiba quase que marcou no primeiro minuto de jogo. Novamente o meia/lateral, Juan, cruzou para área. Mas, nenhum dos jogadores do Coxa estavam naquele momento para dar um leve desvio para o gol de Ednaldo, que viu a bola passar a sua meta. Não deu outra, a equipe do Coritiba entrou com mais vontade e logo conseguiu abrir o placar aos 3’ da segunda etapa com Vínicius, que recebeu a bola na entrada da área e arrematou no canto direito do goleiro Ednaldo, que nada pode fazer para evitar o primeiro gol da tarde.

Com o gol do Coritiba, o técnico Rogério Perrô fez logo a primeira alteração na sua equipe. Sacou o lateral Bruno Vieria e colocou outro lateral, Raí. Mesmo que a jogada seguinte não tenha acontecido pela lateral, o time do Maringá respondeu rápido. Hiago fez ótima jogada e na saída do goleiro Elisson, tocou para Felipe dar um peixinho, com o gol livre, e empatar aos 6’. Com o gol, a Zebra manteve a esperança de permanecer na elite do Paranaense 16. Mesmo assim, o resultado de empate não segurava o time de Maringá na elite.

Por isso, após o gol de empate, o jogo ficou travado no meio de campo. As oportunidades de ambas as equipes surgiram apenas com chutes de longas distâncias, todos sem Perigo de gol. Mas aos 19’, a equipe do Alto da Glória chegou próximo do segundo gol, com um lançamento de Juan para área, Lucas Claros foi esperto cabeceou para o meio da área, em que Alan Santos perdeu sozinho a chance de fazer o segundo gol do Coritiba com 19’. Talvez, por isso, minutos depois, Gilson KleinA colocou o xodó da equipe Alviverde, Thiago Lopes, no lugar do volante Alan Santos. Com cinco minutos depois da troca, o Coritiba conseguiu chegar mais vezes pelos flancos, mas falhava na hora do cruzamento. Para ter mais finalizações, o treinador do coxa novamente fez outra alteração e colocou mais um atacante. Sacou Dudu e colocou o Ortega, com 27’. Querendo mais, Kleina outro atacante no Coritiba. Não sendo diferente, o time do Maringá optou pelo mesmo caminho. Tirou o experiente Gabriel Barcos, para a entrada de Vieira. 



Com a troca de ambos os times, o que pode notar no embate é que os treinadores escretes atacaram todas as fichas para buscar o gol. Resultado que pôde ser percebido mais rapidamente com o Maringá, em que teve quatro jogadores contra dois. Mesmo assim, o time do norte do Paraná não conseguiu desempatar com Hiago que ficou cara a cara com Elisson, que conseguiu fechar o ângulo e fez ótima defesa. Susto do Coxa, com 33’. Depois da entrada de Vieira, o time do Maringá ficou mais presente na zaga do Coritiba e Hiago foi o jogador mais acionado no time visitante pela segunda etapa.

Nos minutos finais, o jogo ficou aberto, com ambas as equipes buscando o gol. Mas, não deu outra, a equipe do Coritiba chegou ao seu segundo gol aos 44’, com Leandro chutando do meio da rua, sem chance para o goleiro Ednaldo. Após o gol Alviverde, o Maringá sentiu e pouco chegou a meta de Elisson. Diferente do ataque do Coxa, que persistiu e conseguiu marcar mais um. Dessa vez, o artilheiro do Campeonato, Kléber, marcou o primeiro depois da sua lesão, e fez o terceiro da partida no apagar das luzes do Couto Pereira, após o cruzamento de Ceará. Fechando a conta em 3 a 1, para Coritiba que segurou a terceira colocação no certame, já o escrete do Maringá terminou na lanterna da competição, com nove pontos em 11 rodadas.

CONFIRA OS GOLS DA PARTIDA:



CLASSIFICAÇÃO Com a vitória diante o Maringá, o time Alviverde terminou a primeira fase na terceira colocação com apenas um ponto do líder, Paraná Clube, e o vice líder JMalucelli, com 21 pontos. Com a terceira colocação, o time do Coritiba provavelmente irá enfrentar o escrete do Toledo, que terminou na sexta colocação com 14 pontos. Na última rodada, o time do TCW venceu a equipe rubro negra em 3 a 2, no Estádio 14 de Dezembro, em Toledo.


__________________________________________
NÃO é autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página

em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.