Vitória do Jotinha dá mais tranquilidade para sequência do certame e alerta ao Rio Branco


Na última quinta-feira (04), JMalucelli e Rio Branco encerram a segunda rodada do Campeonato Paranaense de 2016, no Eco Estádio Janguito Malucelli, que terminou com o placar de 3 a 2 para o time da capital paranaense. Com este placar,  o Jotinha já pode pensar e trabalhar com mais tranquilidade para enfrentar o Operário. Já o escrete de Paranaguá, o alerta está ligado. Mas treinador Alan Aal e o zagueiro Marcão já notam evolução no trabalho mesmo com a derrota e avisam: "o resultado vai aparecer". Confiram as entrevistas na íntegra.


#DRAP in Paranaense 2016
Por Equipe DRAP

O embate de quinta-feira a noite foi fundamental para dar início a recuperação para o time do JMalucelli, que perdeu de goleada para o escrete do Tricolor, na Vila Capanema. Mesmo com a dificuldade no gramado por causa da chuva e pelo confronto de Atlético-PR e Maringá um dia antes e com chuva também, o gramado ficou bastante prejudicado. Por isso, o embate foi bastante puxado, segundo o atacante Getterson. 

"O jogo foi muito difícil, apesar de muitas pessoas acharem que iria ser muito fácil. Novamente tivemos algumas falhas que não pode acontecer, pois o campeonato Paranaense é muito difícil. Mas, graça a Deus fui iluminado por fazer o último gol e ter dado a vitória ao JMalucelli.", salienta Getterson. 

Diferente do jogo do Paraná Clube, na estréia do Paranaense 2016, o Jotinha teve bastante mobilidade no setor ofensivo. Fato esse que foi um dos principais motivos para a conquistas dos três primeiros pontos do caçula do campeonato, esclarece o atacante. "Contra o Paraná nós preferimos esquecer a partida, mas tem que falar que tivemos três erros que foram fatais para a derrota. Mas, nós estávamos bem consciente, pois a bola não chegou muito para os atacantes concluírem em gol. Diferente do que aconteceu nesta noite."

Do outro lado, o zagueiro da equipe do Rio Branco comenta em relação ao placar e que não tem jogo fácil neste campeonato. As duas derrotas nas primeiras rodadas do Paranaense complica a vida do time de Paranaguá, já que na sequência o Rio Branco irá enfrentar adversários difíceis. 

O primeiro confronto para a recuperação é o Atlético-PR, que vem com duas vitórias e é um dos líderes do certame. o zagueiro Marcão acredita que o jogo contra Atlético em Paranaguá não será diferente.  "Todo jogo é difícil! Nós encaramos cada jogo como uma final. Por isso, o confronto com o Atlético não é diferente", esclarece.

Mesmo com a derrota, o treinador do Rio Branco, Alan Aal, observou pontos positivos. "Mesmo a nossa equipe sendo infeliz mais uma vez com um gol contra e com gols perdidos, nós estamos no caminho certo e eu tenho certeza  que nós vamos poder superar esse momento com muito trabalho e chegar na parte de cima da tabela nas próximas rodadas", afirma Alan Aal.


O outro comandante do jogo, o treinador Ary Marques, acredita que esta vitória dará mais tranquilidade para a sua equipe trabalhar na sequência do campeonato e ainda elogia o empenho de seus atletas diante o Rio Branco. "Todos os jogadores, como Vandinho que fez uma excelente partida, Tomás e o Getterson, que estava precisando desse gol.  A equipe toda está de parabéns, já que o grupo atendeu e correspondeu o que foi proposto nos treinamentos durante a semana. Agora é descansar e depois pensar no Operário de Ponta Grossa", comenta Ary Marques.

CONFIRA TODAS AS ENTREVISTAS NA ÍNTEGRA:






Não autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página (Do Rico ao Pobre)
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, 

desde que citada a fonte.