Paraná vence clássico com o Atlético e segue na liderança


A chuva, ininterrupta, bem que tentou, mas não impediu que paranistas e atleticanos lotassem seus espaços na arquibancada da tradicional Vila Capanema. Um clássico de casa cheia é tudo o que se esperava. E dentro de campo, os dois times conseguiram fazer um confronto bastante disputado.

Por Yuri Casari

O Atlético iniciou melhor, já dando indícios de como seria a partida, com mais posse de bola para o rubro-negro. Mas foi o Tricolor que deu a primeira finalização. Aos 4 minutos, Nadson costurou a defesa, passou para Válber que bateu forte de esquerda, mas Weverton fez firme defesa. Aos 7, o Furacão deu a resposta com Walter, mas Marcos também estava lá para manter o placar intacto.

A partir da metade da primeira etapa, o Atlético conseguiu aumentar o domínio territorial. Tanto que conquistou 9 escanteios durante os primeiros 45 minutos. Tentando a infiltração com passes rápidos, o time atleticano falhava na definição. Mesmo sem conseguir emplacar os contra ataques, foi o Paraná que teve a melhor oportunidade, com Nadson, que infernizou pela esquerda, cortou para o meio e bateu rente à trave esquerda de Weverton.



A bola rolou no segundo tempo e o jogo pegou fogo. Logo com 3 minutos, Róbson recebeu na pequena área, ameaçou o chute com o pé direito e cortou pro esquerdo, deixando Vilches no chão. Aí, foi só bater pro gol e correr para o abraço! Gol histórico! 100º tento paranista em clássicos diante do Atlético!

Mas não deu tempo nem de respirar e o Atlético já deu a resposta. Otávio bateu cruzado pela direita e exigiu grande defesa de Marcos. Novamente, a bola correu o gramado até o outro lado, e Róbson obrigou Weverton a espalmar a bola para escanteio. Na sequência, aos 7 minutos, foi a vez de Nei ser parado por Weverton, após o lateral-direito bater falta com extrema precisão.


O jogo tinha tudo pra crescer, só que o zagueiro Zé Roberto derrubou Vinicius e recebeu o segundo amarelo. Rua! Com um a mais, o rubro negro dominou de vez a partida, mas não conseguia criar chances de gol claras. O Furacão conseguiu assustar apenas aos 36 minutos. Walter levantou na área e André Lima carimbou o travessão. A pressão continuou, mas o Tricolor se manteve firme no ato de defender.

Após o fim de jogo, aquele entrevero típico de clássico não podia faltar. Vinicius, nervoso o jogo todo, se estranhou com o médico, com o gandula, com todo mundo. A famosa “turma do deixa disso” chegou pra apartar. Weverton, que já caminhava rumo ao vestiário voltou apenas pra se meter em confusão e tomar o cartão vermelho. Com o resultado, o Paraná Clube retomou a liderança que estava nas mãos do J.Malucelli, que venceu no sábado, 27.

Confira alguns lances do embate:


Próxima rodada: Na próxima rodada, o Paraná Clube enfrenta outro clássico, dessa vez com o Coritiba no Couto Pereira, no próximo domingo Já o Atlético, volta a campo na quarta-feira contra o Foz, na Arena da Baixada, para colocar o número de partidas em dia com os demais clubes.

__________________________________________

NÃO É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.