[JUVENIL] Trieste empata em Santa Felicidade e conquista a Suburbana 2015


Trieste e Novo Mundo duelaram ontem (05) pelo segundo confronto da decisão da Suburbana 2015, categoria juvenil. Com o resultado da primeira partida em 2 a 0 para o time da Colônia, o empate no Estádio Egídio Ricardo Pietrobelli, em Santa Felicidade, foi o suficiente para a equipe Triestina levantar a taça.

Por Equipe Do Rico ao Pobre

A equipe visitante, precisando do resultado, foi quem tomou as primeiras ações ofensivas do embate. Dentre os jogadores do escrete do Novo Mundo, o camisa 7, Ferreirinha, foi quem dominou e teve mais participação nos primeiros minutos. Não deu outra, a equipe do Novo Mundo ficou “mordendo” o sistema defensivo do Trieste até serem parados somente com faltas. Dentre elas, Ferreirinha cruzou na medida para o substituto de Mathues Bueno (suspenso), Léo Gloneck, desviar na bola e colocar no fundo da rede, aos 9’ da primeira etapa.

Não poderia ser melhor, em menos de 10’ a equipe do Novo Mundo já esteve a frente do placar. Com esse resultado, o embate seria decido nos pênaltis. Mas do outro lado, tinha um camisa 11, inspirado em jogos decisivos. Sim, com fome de bola e de gols. Pois em menos de 3 minutos, Victor Hugo aproveitou a falha do zagueiro Tael, e não titubeou. Chutou sem chances para o goleiro Felipe, que pouco pode fazer.  


Quem pensou que o gol de empate iria desanimar a equipe do Novo Mundo se enganou, pois mesmo assim o time foi pra cima. Léo Gloneck e Matheus Andrade foram bastante acionados no ataque do Novo Mundo. Do outro lado, a equipe do Trieste bastante nervosa. Fato que foi visível quando Rhenan fez várias faltas seguidas e o árbitro deu um basta, com um cartão amarelo. Devido a isso, o treinador do Trieste foi obrigado a sacar o atleta, já que Rhenan tem um histórico de cartões vermelhos.

Mesmo nervoso, o time da casa conseguiu atacar em contra-ataque, já que o time do Novo Mundo ficou exposto, principalmente, para jogadas de velocidade de Victor Hugo. Na sequência, Barreto quase que deixou a sua marca, com uma bola na trave. Minutos depois o árbitro Felipe Kirchner Bello decretou o final da primeira etapa, em 1 a 1.


SEGUNDO TEMPO – As duas equipes retornaram para a segunda etapa com os mesmos jogadores que terminaram a etapa anterior, apenas ficaram na orientação tática de seus treinadores.  Mas o que pareceu que iria ser um jogo aberto, não aconteceu na etapa complementar. Diferente, o embate ficou preso no meio de campo e muitas faltas ocorreram neste período do confronto.

Mas com algumas mudanças, troca-troca, o duelo ficou mais aberto a partir dos 19’.  Mas o que não ficou de fora foi o nervosismo, que na hora do último passe, de ambas as equipes, erraram.  A partir da metade do segundo tempo, a equipe do Novo Mundo perdeu o ritmo e força no ataque. Foi ai que o time da casa, cresceu e segurou boa parte do jogo a bola no ataque até o árbitro decretar o final da partida.

Com este resultado, a equipe do Trieste sagrou-se campeão da Suburbana 2015, categoria juvenil.



__________________________________________

É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.