Santa Quitéria vence o primeiro duelo da Final da Suburbana 2015


Santa Quitéria e Iguaçu realizaram neste sábado (28) o primeiro embate da final da Suburbana 2015, no Estádio Maurício Fruet. Com bola rolando, o embate persistiu em equilíbrio praticamente os 90’. Com muita marcação, o único gol do confronto saiu em lance de bola parada pelo lado do Quitéria, com Jonatas. Agora, o time do Santa Quitéria tem a vantagem do empate para conquistar o título de 2015.

Por Rafael Buiar

0 embate iniciou com o escrete do Iguaçu e com o time de Santa Felicidade tomando as iniciativas de ataque. Mas a equipe da casa, respondeu na sequência, com os contra-ataques. Ou seja, o jogo foi muito estudado nos primeiros cinco minutos da decisão. Mas com o decorrer do embate, o time visitante persistiu com jogada pelas laterais, principalmente, com Marabá e Everson, mas sem sucesso nos cruzamentos. Por outro lado, a equipe do time do Quitéria demonstrava dificuldades na saída bola.

Passados os 15’, o time da casa melhorou e conseqüentemente teve mais posse de bola.  Jonatas foi o homem de referência da equipe do Santa Quitéria, mas o Robson também começou a destacar neste período chamando a responsabilidade no ataque. Devido a isso, os homens de frente do Quitéria complicavam a vida dos zagueiros do time do Iguaçu. Assim, com o ataque em atividade, a equipe do Iguaçu passou a cometer faltas na sua intermediária. Dentre elas, o time da casa abriu o placar com o Camisa 11, Jonatas, aos 19’ do primeiro tempo. Na cobrança de Adriano Chuva, Jura defendeu. Mas, parcialmente. No rebote o atacante Jonatas finalizou para as redes, a bola ainda desviou no zagueiro antes de entrar.


Minutos depois, a equipe do Iguaçu respondeu. Mas do outro lado tem o arqueiro Jonas, que teve a sorte da bola na trave e a excelente presença na meta, que foi o suficiente para evitar o gol do empate. A pressão continuou, mas o sistema defensivo do Quitéria esteve bem postado. Com isso, o contra-ataque passou a ser a arma do time da casa. Passados dos 30’, o escrete do Quitéria avançou a marcação e dificultou a saída de bola da equipe do Iguaçu. Mesmo assim, as laterais do time de Santa Felicidade foram bastante acionadas. Período do confronto em que o árbitro, aplicou dois cartões amarelos para a equipe da casa, por faltas duras.

Nos minutos finais, a equipe do Iguaçu conseguiu colocar mais uma bola na trave. Desta vez, com jogada iniciada em uma cobrança de falta no setor direito, que teve a casquinha do zagueiro Emerson e na sequência um voleio de Tamandaré. Mas sem sucesso. Minutos depois, o árbitro decretou o fim do primeiro tempo, em Quitéria 1, Iguaçu 0.


SEGUNDO TEMPO – No retorno ao gramado, nenhumas das equipes fizeram alterações. Com bola rolando, o escrete do Iguaçu iniciou com mais volumes de jogo. Em cinco minutos de jogo foram 3 chutes a meta do arqueiro Jonas. Passados dos 10’ da etapa complementar, o confronto ficou preso no meio de campo, já que ambas as equipes focaram na marcação. Percebendo isso, o treinador Juninho promoveu a primeira alteração. Sacou Moscatelli e colocou o veloz Thiaguinho, com 14’. O troca-troca deu resultado na equipe do Iguaçu, pois o escrete de Santa Felicidade pressionou com intensidade.  Com 25’, alguns jogadores da equipe da casa sentiram no física. Aroldo deu lugar João Victor.

Passado os 30’, o embate ganhou mais emoção e marcação forte de ambos os times. Com isso, o árbitro aplicou vários cartões. Mas jogo não deixou de ficar aberto, principalmente para o time de Santa Felicidade que tentou de todas as maneiras buscar o empate. Ou seja, o time do Iguaçu foi quem teve mais volume de jogo e as jogadas de velocidades foram a opção do time de Santa Felicidade. Nos minutos finais, o confronto persistiu em ataque (Iguaçu) e defesa (Santa Quitéria). Mas mesmo com seis minutos de acréscimo, o time do Iguaçu pressionou e pressionou. Mas com um sistema defensivo bem postado do Quitéria, a equipe de Santa Felicidade não teve sucesso em empatar a partida. Final, Quitéria vence o primeiro embate da final em 1 a 0.




XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

QUITÉRIA: Jonas; Renan, Lela, Adam e Adriano Chuva; Pedra, Aroldo (Fernandinho), Juliano (Jacaré) e Jean; Robson e Jonatas.

IGUAÇU: Jura; Everson, Douglas, Emerson e Marabá; Juninho (Bruninho), Altair (Caio) e Tamandaré; Djonathan, Nilvano e Moscatelli (Thiaguinho).

GOL: Jonatas aos 19’ do 1º tempo (Quitéria)





__________________________________________

É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.