[JUVENIL] Trieste vence Renovicente nos pênaltis e está na final da Suburbana 2015


No último sábado (21), Trieste e Renovicente se enfrentaram no Estádio Egídio Ricardo Pietrobelli, em partida válida pelo segundo confronto da semifinal. No primeiro embate, a equipe do Santa Cândida venceu por 2 a 0. Mas no jogo de volta o escrete de Santa Felicidade venceu com tranquilidade em 3 a 0. Resultado que levou a decisão para as penalidades. Ai brilhou a estrela do goleiro João Victor, que defendeu uma das cobranças e ajudou a o time do Trieste a chegar em mais uma final. O adversário da vez é a equipe do Novo Mundo.

Por Equipe Drap

Com bola rolando, o time da “casa” teve o ponta pé inicial do embate e logo nos primeiros minutos já deu para perceber que o escrete do Trieste quis buscar o gol. A primeira tentativa foi com o camisa 9, Barreto, arriscando de fora da área. Mas o arqueiro André defendeu parcialmente e o seu companheiro afastou o perigo para escanteio. Minutos depois, a equipe do Renovicente respondeu com Ventura, mas sem sucesso.

Fato que motivou seus companheiros a avançar a marcação e ajudar a equipe atacar mais. Mas na outra equipe tem um jogador que desequilibra e tem oportunismo. Sim, Barreto aproveitou a cobrança de falta de Gustavo e no rebote, o camisa 9 dividiu com o goleiro e conseguiu desviar para o gol e abrir o placar, aos 31’. Nos minutos finais, o embate ficou a favor da equipe do Trieste, já que o Renovicente sentiu o gol. Mas o embate persistiu com o placar de 1 a 0 até o apito final do árbitro.


SEGUNDO TEMPONo retorno para a segunda etapa, o treinador Pedro Sottero do Renovicente sacou o goleiro André para a entrada de Barbosa. Mas o que foi notado mesmo é que a equipe do Santa Cândida entrou mais ofensiva do que na primeira etapa, sabendo que o empate o classificava. Mas é aquela, quando um time ataca, a sua retaguarda fica toda aberta. Não deu outra, o escrete aproveitou e aumentou o placar com Lucas, que encobriu o arqueiro Barbosa, aos 11’. Não querendo perder o foco, o time do Trieste aumentou com mais um chute de fora da área minutos depois. Desta vez, com o lateral direito Gustavo.

Desde então, com 3 a 0 no placar para o time do Trieste, ambas as equipes já pensavam nas penalidades. Neste período, na metade do segundo tempo, os treinadores fizeram alterações em suas equipes, mas nada que alterasse o placar. Sendo assim, o embate seguiu para as penalidades.



PÊNALTIS – Nas cobranças, o time do Trieste bateu com Gustavo, Kaianã, Guilherme e Murilo, que fizeram pelo time da Colônia. Do outro lado, mesmo com o gol de Kaíke, a equipe do Renovicente não teve a mesma sorte, pois Fábio desperdiçou a primeira cobrança chutando para fora e o goleiro João Victor defendeu a cobrança de Guilherme Menezes.

TRIESTE:                   O | O | O | O
RENOVICENTE:          X | X | O |

__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, 
desde que citada a fonte.