Iguaçu marca nos minutos finais e garante os primeiros três pontos da 2ª fase


Na primeira rodada da 2ª fase da Suburbana 2015, o escrete do Iguaçu venceu em 1 a 0, a equipe do Nacional em confronto bastante pegado no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli. Com o triunfo, decidido nos minutos finais, a equipe de Santa Felicidade marcou com Marabá, que decretou os três pontos, e estreou com o pé direito que deixou na ponta da classificação do Grupo C. Já o escrete do Boqueirão lamentou a derrota fora de casa.

#SUBURBANA
Por Rafael Buiar

O escrete do Iguaçu deu a saída de bola, mas foi a equipe do Nacional que entrou mais acesa no embate, pois em poucos minutos a equipe do Boqueirão procurou os flancos para atacar, com um Iguaçu bastante lento nos primeiros minutos. Mesmo assim, os primeiros chutes ao gol no jogo foram do time do Iguaçu, com 5’ de bola rolando. 

Passados os primeiros minutos, o jogo ficou preso no meio do campo, com ambas as equipes tendo dificuldades na criação. Mas em alguns momentos na partida depois dos 15’ iniciais, a equipe do Nacional conseguiu jogar em velocidade pela lateral, mas na hora do cruzamento não foram felizes na conclusão. Na equipe do Nacional, Juninho e Diego foram os jogadores mais acionados pela equipe visitante, principalmente, nas jogadas de velocidade. Já o escrete da casa, a criação foi mais lenta, já que na maioria das vezes foram com ligação direta para os atacantes Djonatan e Luciano, que não aproveitaram as chances.


Passado da metade da primeira etapa, a equipe do Iguaçu teve mais posse de bola e, conseqüentemente, mais faltas sofridas. Não deu outra, o árbitro Leandro José Mendes deu o primeiro cartão amarelo a equipe do Nacional aos 25’, para o zagueiro Luciano, que chegou forte no atacante Djhonatan.  Mas o jogo não mudou muito minutos depois, pois o embate ficou preso no meio de campo e com muitas faltas. Devido a isso, nenhuma das equipes conseguiram jogar com a forte marcação de ambos os times.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o jogo esquentou, já que as duas equipes cometeram faltas duras. Aos 44’, o atacante Djonathan do Iguaçu perdeu uma grande chance de abrir o marcador no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli. Em jogada de velocidade com o atacante Luciano, o camisa sete matou no peito dentro da área e finalizou. Mas o atacante não contou que o arqueiro do Nacional segurasse a bola com tranqüilidade. Minutos depois, o árbitro encerrou a primeira etapa, com o placar fechado.


SEGUNDO TEMPO - Os mesmos jogadores que terminaram a primeira etapa retornaram para o segundo tempo. Com bola rolando, a equipe visitante retornou do mesmo modo que o início do primeiro tempo, ligada. Mas não demorou muito para o time do da casa acordar. Depois da orientação do treinador Juninho, o Iguaçu arrematou várias vezes de fora área. Em uma delas, o goleiro Ricardo quase foi vencido. Minutos depois, aos 8’, de lateral, Marabá, para o lateral, Everson, que cabeceou com tranqüilidade e sozinho quase que marcou. Mas a cabeçada foi na quina da trave, para desespero da equipe e da torcida, que tirou o Uh da garganta.

Aos 15’, o técnico Alemão promoveu a primeira troca na sua equipe. Saiu Juninho e para o seu lugar entrou Gilson. Na equipe do Iguaçu também teve mudanças, mas o técnico Juninho mudou o sistema de jogo com a saída de Douglas, para a entrada do jovem Thiaguinho, um atacante de velocidade. Na seqüência, sacou o camisa 10, para a entrada do Tomate, com 20’. Com o troca-troca das equipes, o escrete do Iguaçu ficou com mais presença no ataque. Sabendo disso, Alemão não quis saber e sacou um meia , Bruninho para colocar mais mobilidade no ataque, com a entrada do atacante Fábio, com 27’.


Nos minutos finais, ambas as equipes ficaram trocando passes no meio do campo até encontrar a maneira certa do gol. Mas aos 41’, o lateral Marabá arrematou de fora da área e a bola desviou no zagueiro do Nacional, enganando o goleiro Ricardo que nada pode fazer para evitar o primeiro gol da equipe do Iguaçu. Minutos depois, o lateral Everson deu o último pique na partida e cruzou na medida para Altair cabecear, mas o goleiro Ricardo, atento, fez ótima defesa e manteve o placar em 1 a 0. Na sequência, o árbitro deu apito final.


XXXXXXXXXXXXXXXX OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXX

Iguaçu: Rodrigo; Everson (Marcelo), Merci, Emerson e Marabá; Douglas (Thiaguinho), Altair, Djonatan (Bruninho) e Nilvano (Tomate); Luciano e Junio. Treinador: Juninho.

Nacional: Ricardo; Carlinhos, Matheus, Luciano e Deivid; Marquinhos (Vitor), Juarez (Maylon), Bruninho e Juninho (Gilson); Diego e Guilherme. Treinador: Feijão.

Gols: Marabá aos 41' do 2º tempo (Iguaçu) e Carlinhos e Luciano (Nacional)

Cartão Amarelo: Douglas e Thiaguinho (Iguaçu)

XXXXXXXXXXXXXXXX PRÓXIMA RODADA XXXXXXXXXXXXXXXXXX

Na próxima rodada, a equipe do Iguaçu irá enfrentar fora de seus dominios o escrete do Novo Mundo, na Arena Vermelha, que empatou na primeira rodada com o time do Urano. Já o time do Nacional irá jogar no Estádio XV de Agosto com a escrete do Urano.
__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, 
desde que citada a fonte.