Novo Mundo vence Urano com autoridade e confirma vaga para seminfinal Suburbana 2015

 
Novo Mundo e Urano duelaram neste sábado (31), em confronto válido pela 5ª rodada da 2ª fase da Suburbana 2015, na Arena Vermelha. O Azulão entrou em campo sem chances de classificação, depois perder em casa para o Iguaçu. Já o time do Ivo Petry, entrou com gana e com o objetivo de ficar na ponta do grupo. Não deu outra, Novo Mundo goleou em casa a equipe do Urano em 5 a 0 e vai com moral no próximo duelo com o Iguaçu, em casa.


Por Rafael Buiar

A equipe do Urano deu a saída de bola, mas quem teve as primeiras ações ofensivas no embate foi a Novo Mundo. Mas com outro atacante, já que o artilheiro da Suburbana 2015, Batata, estava suspenso. O camisa 9 do Novo Mundo no embate de hoje (31) foi Marquinhos, a referência nas jogadas do escrete da casa. Passados alguns minutos, a equipe visitante já conseguiu trocar passes no meio de campo e segurar o jogo e em alguns momentos chegar à meta do arqueiro Péricles, principalmente em jogadas de contra-ataque. 

Passado os 10’, escrete do Novo Mundo mudou e conseguiu espaço para articular as jogadas. Com isso, o time da casa sofreu algumas faltas próximo da área. O camisa 10 do Novo Mundo, Hídeo, foi o cara da bola parada e bateu perto do gol, em sua primeira tentativa, para alívio da equipe do Urano. Oportunidade que deu mais coragem e volume de jogo para marcar presença no campo do Urano, arriscando principalmente as bolas aéreas.

Na metade do embate, a equipe da Vila São Pedro só atacou com bolas paradas, mas sem perigo. Diferente da equipe da casa, que aos 25’, quase abriu o placar, em um cruzamento de Gean para aérea. Mas a bola passou pelo goleiro do Urano e dos atacantes, Gelson e Marquinhos, que chegaram atrasados. Com o jogo a favor do Novo Mundo, o primeiro gol aconteceu aos 35’ da primeira etapa, com bola parada. Na segunda tentativa, Hídeo ajeitou com carinho e colocou carinhosamente no ângulo do goleiro Diego, que não chegou a tempo de evitar o gol.

Nos minutos finais, com o placar a favor da equipe da casa, o Novo Mundo se empolgou e persistiu atacar em jogadas aéreas. O time visitante, sem força, tentou encontrar espaços no meio de campo, mas o time do Ivo Petry, bem postado e determinado na marcação travou a maioria das jogadas, principalmente com o volante Elton, que persistiu até o apito final do primeiro tempo do árbitro Alexandre Ferreira. De um embate muito fraco tecnicamente, mas de grande volume do Novo Mundo, o time da casa fez valer o seu elenco e garantiu o primeiro tempo com um gol de falta. 


SEGUNDO TEMPO – No retorno, o treinador do Novo Mundo, Ivo Petry, fez duas alterações. Saíram os dois laterais, Jean e o Xuxu, para a entrada de Dedé e Marcelinho. Do outro lado, a equipe do Urano seguiu com os mesmos jogadores. Mas com postura bem diferente, em relação a primeira etapa. Ou seja, muito mais ofensiva. Porém, os espaços para o contra-ataque ficaram visíveis. Com isso, o embate ficou aberto para ambas as equipes e ao mesmo tempo feio, já que as duas equipes pecavam no último passe. 

Percebendo os espaços, o escrete do Novo Mundo aproveitou e tratou logo de ocupar esta área, principalmente pelo setor da esquerda, com Marquinhos. O camisa 9 foi até a linha de fundo e tocou na medida para o Marcelinho, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes, com, 12. Após o segundo gol, o time da casa ficou mais calmo e confiante na partida e arriscou ainda mais a meta do gol do Urano, em busca do terceiro gol. Não deu outra, minutos depois, Hídeo ampliou o placar, com um chute forte de fora de área, sem chances para o goleiro Diego, aos 20’, marcando o terceiro da partida e o segundo do camisa 10. 


Na sequência, com muito espaço no setor esquerdo, Marquinhos aproveitou e teve duas oportunidades para ampliar. Mas em uma o atacante isolou e na outra foi travada no momento do chute. Mas se não deu com Marquinhos, o camisa 16, Marcelinho, que entrou no intervalo recebeu um cruzamento na medida e acertou um lindo voleio, sem goleiro, marcando o quarto no embate, aos 28. Três minutos depois, em bobeada da zaga da Urano, o meio campo do Novo Mundo aproveitou e Marcelinho fez o terceiro na partira, o quinto da equipe da casa. 

Depois do quinto gol, o embate caiu de produção. Com isso, a equipe da casa apenas administrou, com troca de passes, e o Urano, entregue, sem reação ofensiva. Cenário que seguiu até os 46’.

XXXXXXXXXXXXXXXX OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXX


NOVO MUNDO: Péricles; Matheus (Raio X), Paulo Sérgio, Otávio e Anderson (Marcelinho); Gean (Dedé), Jhonny, Elton e Hídeo; Marquinhos e Gilson (Vaguinho). Tec. Ivo Petry

URANO: Diego; Felipe (Baiano), Wissan, Nathan e Flávinho; Eduardo, Neguinho, Gleisson e Massai; Marmita e Richard. Tec. Edivaldo

Gols: Hídeo aos 35’ do 1º tempo e aos 20’ do 2º tempo e Marcelinho aos 12’, 28’ e 31 do 2º tempo 

Cartão amarelo: Dedé e Gean (Novo Mundo) e Gleisson, Flávio, Nathan e Neguinho

Cartão Vermelho: Nathan (Urano)

XXXXXXXXXXXXXXXX PRÓXIMA RODADA XXXXXXXXXXXXXXXXXX
Na última rodada, a equipe do Novo Mundo irá duelar fora de casa, Estádio Egydio Pietriobelli, para enfrentar um dos times de Santa Felicidade, o Iguaçu. Embate valendo a liderança do Grupo, já que o time do Iguaçu está com 13 e o Novo Mundo com 11. Já a equipe do Urano, o Azulão, apenas cumpre tabela e irá enfrentar o escrete do Nacional, que também perdeu na última rodada para o Iguaçu
 __________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, 
desde que citada a fonte.