Trieste vence o Renovicente e assume a liderança do grupo A


Em duelo fraco tecnicamente no último sábado (11), válido pela terceira rodada da Suburbana 2015, o Trieste saiu melhor diante o escrete do Renovicente e conquistou a primeira vitória no certame, no Estádio Solar do Bosque, em Santa Cândida. Com a vitória fora de casa, o time do Trieste assume a liderança do Grupo A e a equipe do Reno se manteve em primeiro do grupo B mesmo com a derrota.

Por Rafael Buiar

A equipe da casa deu o ponta pé inicial no embate, mas foi o time do Trieste que deu os primeiros ataques no confronto. O time da Colônia tratou de nos primeiros minutos arriscar com bolas cruzadas, mas sem sucesso no cabeceio de seus atacantes. Passados dos 5’, o time do Renovicente se impôs no meio de campo e também respondeu com jogadas pelas pontas. Porém, com o jogo mais equilibrado, a primeira grande oportunidade da partida foi do time visitante, com o volante Alan, que tentou encobrir o goleiro Arthur, mas não teve sucesso na conclusão.

Depois dos 15’, o embate ficou preso no meio do campo. Devido a isso, diversas faltas ocorreram neste período do confronto. Mas mesmo assim, quando teve um ataque, quem chegou foi o time da casa. Percebendo isso, o treinador Mauro Sergio Feijão do Trieste orientou para arrumar o sistema defensivo do time de Santa Felicidade. Não deu outra. A partir disso, o time visitante melhorou o meio de campo e passou a produzir mais. Mas com muitas dificuldades.

Dentre as jogadas, destaque para a triangulação no ataque do Trieste, que acabou com a conclusão forte do Natan que raspou de leve o pé da trave da meta do Arthur, aos 26’. Minutos depois, o embate inverteu. Quem passou a ter mais posse de bola foi o time da casa, mas do mesmo modo que o time do Trieste, nenhuma jogada foi aproveitada. Nos minutos finais, o embate ficou ainda mais preso do meio de campo, já que as ambas as equipes estavam sem criatividade e as defesas respeitando a orientação tática de ambos os treinadores. Com um minuto de acréscimo, o embate na primeira etapa terminou empatado em 0 a 0, no Estádio do Solar do Bosque.


SEGUNDO TEMPO – O time do Renovicente voltou com alteração para etapa complementar. O treinador Rossano, que esteve suspenso devido a expulsão no campeonato de 2014, optou pela saída de um meio para a entrada de um atacante. O troca-troca até que deu certo nos primeiros minutos, pois o time da casa ficou mais ofensivo. Mas não deu outra, o time do Santa Cândida ficou exposto para os contra-ataques. Destaque para outra jogada de Natan, que recebeu lançamento de Nenê e concluiu de primeira um belo chute. Mas o goleiro Arthur, bem posicionado espalmou para escanteio aliviando a torcida do time da casa. Após esta grande chance, o treinador Feijão sacou o camisa 7 e colocou Juninho para dar mais mobilidade ao ataque do time da Colônia. Já o time da casa assustou com bolas paradas, destaque para o lateral Dalton que arrematou um forte chute, que passou perto do gol de Bruno.

Passados dos 15’, o ataque do Trieste passou a frequentar mais a zaga do Renovicente. Deste modo, o gol já estava maduro e não demorou muito para o time de Santa Felicidade abrir o placar. Na cobrança de escanteio no lado direito, o zagueiro Edson se antecipou da zaga do time da casa e acertou um lindo cabeceio, sem chance para o goleiro Arthur que não chegou na bola, aos 22’ da etapa complementar. Após o gol do Trieste, o time da casa abusou  em jogadas de ligação direita com o atacante João Paulo, que não conseguiu sair da forte marcação da zaga do Trieste. Com isso, a equipe da casa passou a ter mais volume de jogo e explorou as pontas, principalmente, com Felipe Caron que jogou improvisado na lateral. Mas o que marcou no final da partida foi o número alto de faltas, consequentemente, vários cartões amarelos para ambas as equipes. Ao todo, 8 cartões amarelos.


Nos 5’ minutos finais, o embate ganhou um pouco mais de emoção, já que teve pênalti para equipe da casa, não aproveitado, e ainda um gol anulado do Renovicente. Sendo assim, com um final cheio de polêmicas e tristeza para o time da casa, o árbitro Robson Toloczko decretou o final da partida. Vitória do Trieste de 1 a 0, no time do Santa Cândida.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxx A PRÓXIMA RODADA xxxxxxxxxxxxxxxxxxX

A equipe do Renovicente jogará fora de seus domínios na quarta rodada, o adversário da vez será o time do Iguaçu, no Estádio Egydio Pietrobelli, em Santa Felicidade. O escrete alivnegro ainda não sabe o que é perder na Suburbana 2015 e tem um jogo a menos, pois o embate da terceira rodada, diante o Urano, foi cancelado devido a forte chuva que ocorreu durante a semana. Já o time do Trieste irá enfrentar o Operário Pilarzinho, no Estádio Francisco Muraro, em Santa Felicidade. As duas equipe seguem em busca da liderança.
Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxX

Renovicente: Arthur; Felipe Caron, Dudu Paulista, Lila e Dalton; Brunão, Ricardinho, Willians e Didi (Carlão); Julianinho (Dudu Bigode) e João Paulo. Treinador: Rossano

Trieste: Bruno; Buiu, Carlinhos, Edson e Victor; Cirilo, Alan (Fabiano), Natan (Juninho) e Nenê (Luciano); Giovane e LaércioTécnico: Feijão.

Cartão amarelo: Felipe Caron, Willians e João Paulo (Renovicente) e Bruno, Buiu, Carlinhos, Cirilo, Victor e Juliano (Trieste)

__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, 
desde que citada a fonte.