Iguaçu e Nacional empatam na estreia da Suburbana 2015


Na primeira rodada da Suburbana 2015, a equipe do Nacional, que subiu recentemente para a elite do futebol amador de Curitiba, conseguiu arrancar um empate em 1 a 1, na tarde deste sábado (27) diante o experiente escrete do Iguaçu, no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli, em Santa Felicidade.

#SUBURBANA
Por Rafael Buiar

Nos primeiros minutos do embate, o time da casa se postou melhor no meio de campo, mas foi com as jogadas pelos flancos que o Iguaçu assustou. Destaque novamente para Marabá e Everson, que sempre acionaram o ataque da equipe alvinegra. Com isso, não demorou muito para o time da casa abrir o placar, pois no lado esquerdo, Marabá recebeu em profundidade e cruzou na medida para o camisa 10 do Iguaçu. Moscatelli subiu mais alto que o zagueiro e cabeceou no fundo da rede da equipe alviceleste, abrindo o marcador aos 10’ da etapa inicial.

Passados os 15’, o time visitante se postou melhor depois das orientações tática de seu treinador, Alemão. Com isso, o Nacional melhorou no meio de campo, principalmente, com o jovem Marquinhos. Porém, as ações ofensivas não foram suficientes para furar o bloqueio da zaga adversária.

Quando o escrete do time da casa partiu em jogadas de contra-ataques, em velocidade pelos flancos, o Nacional novamente se acuou e o Iguaçu quase ampliou, com Moscatelli novamente. O lateral esquerdo Marabá recebeu em profundidade de Altair e cruzou novamente para o camisa 10, que cabeceou forte na trave aos 16’ da primeira etapa. A pressão do time da casa persistiu, pois na sequência o atacante Djhonatan recebeu com um bonito toque do Moscatelli e conclui forte. Mas o goleiro Roberto defendeu em dois tempos e assegurou a equipe visitante. Na sequência, com o time todo aberto, o time do Nacional respondeu e quase que empatou com uma jogada de velocidade de Dieguinho que deixou Juninho cara a cara com Jura. Mas o experiente goleiro, Jura, antecipou e afastou o único perigo da equipe do Nacional.


Com o jogo próximo dos 30’, a equipe da casa caiu de produção e o Nacional gostou e melhorou no jogo. Sendo assim, o jogo ficou mais solto. Devido a isso, o número de faltas aumentou na partida. Por causa disso, alguns cartões foram aplicados. Nos minutos finais, o time do Nacional mudou o rumo do jogo, pois a jovem equipe aproveitou o cansaço do time do Iguaçu, que só se defendeu até o apito final do árbitro do primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO – A conversa no “vestiário” do Nacional resultou em um time mais forte para a segunda etapa. Talvez pelo fato da equipe visitante perceber o cansaço do Iguaçu. Nos primeiros minutos da etapa complementar, o alviceleste do Boqueirão jogou com um meio mais consistente. Já o time da casa, arriscou em jogadas de contra-ataque, pois teve dificuldades em construir jogadas.

Com mais posse de bola, o Nacional foi promovendo alterações em seu escrete. Mas a qualidade do camisa 10 do Iguaçu prevaleceu em alguns pontos, já que no segundo tempo a única alternativa de ataque do time casa saiu dos seus pés. Mesmo assim, quem marcou na partida foi a equipe do Nacional. Em jogada de escanteio, Marquinhos cruzou e Guilheme deu um leve toque para Juarez que concluiu. Mas em cima da linha o zagueiro Douglas tirou com um lindo voleio parcialmente. No rebote, do meio da rua, Fábio arrematou um lindo chute sem chances para o goleiro Jura, que nada pode fazer para evitar o gol, aos 32’.


Com o placar empatado, o embate ficou mais disputado. A equipe do Nacional com mais posse de bola e mais perto do gol teve, com várias oportunidades. Já o time do Iguaçu arriscou algumas vezes nos contra-ataques, mas sem sucesso para desempatar a partida. Ainda nos últimos minutos, Moscatelli saiu lesionado em um lance polêmico, que paralisou por alguns minutos a partida. Mesmo assim, o embate persistiu em 1 a 1, até o apito final da etapa complementar.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxx A PRÓXIMA RODADA xxxxxxxxxxxxxxxxxxX

A equipe do Nacional jogará no Estádio XV de Agosto, contra a equipe do Novo Mundo, que empatou com o Vila Hauer do Donato Gulim.  Já o time do Iguaçu irá desafiar o vai até o Estádio Mauricio Fruet, enfrentar o Santa Quitéria que empatou em casa contra o Trieste de Santa Felicidade.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxX

Iguaçu: Jura; Everson, Douglas, Emerson e Marabá; Zé Nunes, Junior, Altair e Moscatelli; Djonatan e Nilvano (Caio). Treinador: Juninho

Nacional: Ricardo; Bruninho, Guilherme Lucas, Mateus e Flavinho (Luis Fernando); Juaréz, Carlinhos, Juninho (Jefferson) e Marquinhos; Dieguinho e Fábio. Técnico: Alemão.

Gols: Moscatelli (Iguaçu) e  Fábio (Nacional)
__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, 
desde que citada a fonte.