O bonde do Bandeirantes goleia e acaba com o sonho do Nova Orleans na Taça Paraná

O escrete do Bandeirantes venceu mais uma na Taça Paraná. Desta vez, a equipe de Colombo ganhou de 5 a 2 do abalado Nova Orleans, que não teve forças para ficar a frente no placar do Estádio José Drulla Sobrinho, em jogo válido pela quarta rodada do Grupo A. Com a segunda derrota consecutiva em casa, o UNO decretou o fim do sonho da classificação. Já o time de Ivo Petry coloca mais gana para a conquista da 52ª Taça Paraná.

Por Rafael Buiar

Com o time de Colombo já classificado, o que imaginou é que os comandados do treinador Ivo Petry estariam em campo com sangue doce para o embate. Mas foi totalmente ao contrário, já que aos 2’ Matheus cruzou na medida para o zagueiro Paulo Sérgio concluir com precisão e abrir o marcador. Na sequência, em jogada iniciada da esquerda. Juliano, ex-Uno tocou de primeira para Bruninho concluir na saída do Rogério, mas a bola bateu na trave para alívio dos torcedores do Nova Orleans.

Com o início avassalador do Bandeirantes, a equipe do Colombo ainda quis mais. Em relação a isso, minutos depois, Danilo passou para Anderson, que não quis saber de brincadeira e arrematou de fora área sem chances para o goleiro Rogério, que foi buscar a bola no fundo das redes.  Em pouco mais de 5’, o placar estava em 2 a 0 para o time visitante.


Mesmo assim, o Nova Orleans tentou dar a resposta imediatamente com Vitor. Pois a equipe da casa apertou na marcação e na primeira oportunidade, o lateral Vitor roubou a bola e ganhou na velocidade da zaga ficando cara a cara com André, mas acabou chutando pra fora. Devido a marcação imposta pelo Nova Orleans, o embate ficou mais aberto. Ou seja, exposto para o contra ataque. Mas quem chegou a marcar foi o escrete do UNO, pois Vitor cruzou na medida para Du, que ajeitou para Giovani desviar para o gol. Mas o bandeirinha assinalou impedimento do camisa 10 do UNO.

Com a mudança de postura do time alviverde, o time da casa melhorou. Minutos depois do gol anulado, outra jogada de Vitor. Desta vez pela esquerda, em que cruzou na medida para Paulinho, que não conseguiu acertar a cabeçada. Para desespero da torcida. Mesmo assim, já era visível que o gol já estava maduro a essa altura do embate. Não deu outra, minutos depois o Nova Orleans marcou. O meio campista Alex, pelo meio, tocou na medida para Alan, que tirou do zagueiro e concluiu forte. Mas o goleiro André fez ótima defesa e afastou parcialmente. No rebote, Paulinho Alves encheu o pé para o fundo das redes e diminuiu o placar do Estádio José Drulla Sobrinho aos 27’ da etapa inicial, em 2 a 1.

Mas o que pareceu uma reação teve um banho de água fria aos 34’, pois o time de Colombo sofreu uma falta na intermediária. Jhonny de longa distância arrematou forte, mas no meio do caminho teve o desvio de Dudu e a bola acabou morrendo no fundo do gol de Rogério. O terceiro gol do Bandeirantes desmotivou tanto a equipe do Nova Orleans, que o quarto aconteceu minutos depois. Em ótima jogada de Juliano e Danilo, a bola foi lançada para Bruninho, que tocou na saída do goleiro e saiu para o abraço. Passados quatro minutos, o árbitro Elvio Kertelt encerrou a primeira etapa.


Na etapa complementar, o time da casa voltou mais motivado. A mudança já foi notada em menos de 5’. Mas o mesmo erro do primeiro tempo aconteceu, pois o espaço para o contra-ataque foi cedido para o escrete do Bandeirantes.  Devido a isso, o treinador interino Renan fez a primeira alteração na equipe alviverde. Sacou Paulinho e promoveu a entrada de Piti, com 11’. A entrada do camisa 16 movimentou ainda mais o meio campo do time da casa. Não deu outra, aos 24’ o Orleans diminuiu. Piti desceu pelo meio e tocou para Alan, que tirou do zagueiro e fuzilou a rede do goleiro André, que foi buscar pela segunda vez no fundo das redes.

O que pareceu outra reação do time da casa foi freada com mais um gol do Bandeirantes. Dessa vez, Jhonny recebeu de primeira de Danilo e antecipou do zagueiro, que na sequência tocou na saída do goleiro Rogério que não segurou, aos 34’. Nos minutos finais, o time da casa até que tentou diminuir. Mas sem criatividade e com várias bolas alçadas a área não conseguiu. Já a equipe de Colombo administrou bem defensivamente e segurou o placar até os 45’, quando o árbitro Elvio Kertelt apitou o final a partida. 5 a 2 para o Bandeirantes no Estádio José Drulla Sobrinho. 




Xxxxxxxxxxxxxxxxxx A PRÓXIMA RODADA xxxxxxxxxxxxxxxxxxX

A equipe do Nova Orleans jogará semana que vem com a outra equipe da cidade de Colombo, o Bola de Ouro, que conquistou a sua primeira vitória nesta rodada. Já o time do Bandeirantes encerrou a sua participação na primeira fase, com 100% de aproveitamento. Com a segunda derrota consecutiva no certame, o time alviverde da zona oeste está sem chances de classificação no grupo A, pois o segundo colocado está com seis pontos a frente.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxX

Nova Orleans: Rogério; Dudu (Diogo), Du (Testa), Márcio e Victor; Evandro, Douglas (Jean), Alex, Giovani (Vinicius), Paulinho Alves (Piti); Alan. Técnico: Renan. (Interino)

Bandeirantes: André; Matheus (Evandro), Samuca, Paulo Sérgio, Anderson; Bruninho, Elton, Danilo, Juliano; Éder (Bitoka), Jhonny. Técnico: Ivo Petry.

Gols: Jhonny 2X, Bruninho, Paulo Sérgio e Anderson (Bandeirantes) e  Paulinho Alves e Alan (Nova Orleans)

Cartão Amarelo: Jean (Nova Orleans) e Éder (Bandeirantes)

__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.