De virada e com show de gols, Grêmio Liquigás atropela o Nacional


A equipe do Grêmio Liquigás não titubeou e atropelou o jovem escrete do Nacional (Boqueirão), no Estádio Municipal Emílio Gunha, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo B. O time da casa começou o embate sonolento e precisou levar o primeiro gol para acordar e reverter a situação. No final dos 90’, o time alviverde de Araucária conquistou o placar com um favorável 7 a 2.

Por Rafael Buiar

As duas equipes haviam perdido na primeira rodada, por isso a vitória era a única saída para ambos os escretes acreditarem por uma das vagas para a sequência do certame. Com essa expectativa a bola rolou no Emílio Gunha, o time visitante começou melhor e com mais volume de jogo. A principal alternativa de ataque do Nacional foi pelos flancos, em jogadas de velocidade. Com isso, a primeira oportunidade do jogo apareceu aos 7’. O camisa 10 do Nacional, Juninho, recebeu de cobrança de lateral e arrematou de fora da área. Sem chances para o camisa 1 do Liquigás, que pouco pode fazer para evitar o primeiro gol da partida.

Passados os minutos iniciais e com o placar a favor da equipe do Boqueirão, a pressão foi toda do time visitante. Destaque para Juninho, pois todas as jogadas do Nacional passaram pelos seus pés. Mas Juninho teve uma dividida com o zagueiro do Liquigás e desapareceu do embate. Mesmo assim, a equipe visitante teve mais ações ofensivas, mas nenhuma com perigo de gol. Com as oportunidades desperdiçadas, o time do Liquigás melhorou e aumentou o volume de jogo. Porém, as jogadas não tiveram penetração do meio de campo, o que dificultou a vida do atacante Thiago Camargo.

Mesmo assim, a equipe da casa engrossou o caldo. A torcida se manifestou e empurrou o time. Fatores que motivaram o time da casa e logo aos 34’, o zagueiro Fabiano acertou uma cabeçada e empatou o embate. A origem do gol aconteceu após saída curta do escanteio de Maia para Evander, que com um lindo cruzamento encontrou o camisa 3 do Liquigás, subindo mais alto que todo mundo. Minutos depois, por lesão, Fabiano foi substituído.


O gol animou o time da casa, pois minutos depois outro zagueiro do Liquigás fez gol de cabeça. Desta vez, o defensor Quarenta desempatou a partida aos 41'. A jogada iniciou no cruzamento certeiro de Maia, em que Quarenta só teve o trabalho de desviar a trajetória da bola e colocar no fundo da rede. Com a virada, o time do Nacional ficou mais exposto e por isso o embate ficou aberto nos minutos finais. Desta maneira, não demorou para sair outro gol no embate. Evander roubou no meio de campo e no contra-ataque lançou para Thiago Camargo que ganhou na disputa com o zagueiro Fontelli e aumentou o marcador do Emílio Gunha, aos 46’ da etapa inicial. Dois minutos depois, o árbitro Eduardo Silva Silveira encerrou o primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO - A equipe do Nacional cedeu a virada ainda no primeiro tempo, por isso o técnico Alemão fez duas substituições na volta. Mas em poucos minutos de bola rolando na etapa complementar nem deu para perceber se a troca valeu a pena, já que o camisa 11 do Liquigás ampliou o placar em 4 a 1. A jogada iniciou com Rafael e Luan, que cruzou pra área, mas a defesa afastou parcialmente. Na sequência, Thiago Camargo dominou e chutou rápido de bico sem chances para o goleiro Alexandre que pouco pode fazer para evitar o quarto do Liquigás.


Com essa folga no placar, a equipe da casa tirou um pouco o pé do acelerador. Por causa disso, o escrete do Nacional aproveitou com chutes de fora de área. Destaque para o arremate de Fábio, que recebeu de Marquinhos na intermediária e chutou de longe assustando o arqueiro Alexandre.  Com o passar do tempo, a equipe visitante conseguiu mais volume de jogo. Mas sem objetividade. Por isso, o técnico Alemão fez outra alteração. Mas a tarde não era da equipe do Nacional, pois Kurumin fez o quinto gol do Grêmio Liquigás. O camisa 11 chutou de fora da área, Alexandre não segurou e no rebote o camisa 7 completou para o gol. Festa da torcida da casa, que aliviada comemorou aos 20’ da etapa complementar.

Passado os 23’, um festival de troca-troca de ambos os times. Mesmo assim, foi o time da casa que conseguiu ampliar no placar. Em jogada individual de Rato, que havia entrado a pouco, cruzou rasteiro na linha de fundo para Thiago que concluiu e fez o terceiro dele na partida, aos 27’. Liquigás 6 a 1 no Nacional. Depois do sexto gol, o time visitante não teve nenhuma força para mudar a partida. Com isso, faltas desnecessárias ocorreram. Momento em que o Eduardo Silva Silveira aplicou alguns cartões amarelos no embate.



Aos 39’, Tiago Batista iniciou a jogada no meio de campo e terminou com o cruzamento de Fábio na medida para o atacante Tayron, que deslocou bem a cabeçada e diminuiu em 6 a 2. Placar que persistiu até os 48’, pois no último lance da partida o atacante Thiago sofreu pênalti de Lucas. Quem disse que o artilheiro da partida iria cobrar a penalidade, errou. Rato, que também teve ótimo desempenho nos minutos finais, cobrou e acertou no cantinho de Alexandre, ampliando no Estádio Emílio Gunha. Placar final, Grêmio Liquigás 7, Nacional 2.


Xxxxxxxxxxxxxxxxxxx PRÓXIMA RODADA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxX

A equipe do Grêmio Liquigás jogará novamente em casa na rodada seguinte, mas o adversário será o bicho Papão do grupo, Fanático de Campo Largo. Já o time do Boqueirão irá jogar em casa diante a equipe de Guarapuava, Danúbio. Com a vitória do Liquigás, a equipe de Araucária chega a segunda colocação e fica três pontos atrás do líder Fanático. Diferente do escrete do Nacional, que é o lanterna do grupo, com nenhum ponto.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxX

Grêmio Liquigás: Paulista; Rafael, Quarenta, Fabiano (Oséas) e Batata (Rato); Cabecinha, Evander, Maia (Leandro), Kurumim (Cassiano) e Luan (Lucas); Thiago Camargo. Técnico : Paulo Sérgio (Sapo).

Nacional: Alexandre; Carlinhos, Fontelli (Lucas), Luciano e Flávio (Batata); Matheus, Luis Matheus, Marquinhos e Juninho (Jefferson); Guilherme e Lucas Nunes (Thiago Batista). Técnico: Alemão.

Gols: Fabiano aos 28' do 1º tempo; Quarenta aos 41' do 1º tempo; Thiago Camargo aos 46' do 1º, 4' do 2º tempo e 27' do 2º tempo; Kurumin aos 20' do 2º tempo e Rato aos 49' do 2º tempo - (Grêmio Liquigás). Juninho aos 7' do 1º tempo e Tayran aos 39' do 2º tempo. (Nacional)

__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.