Com muita emoção, Nova Orleans vence e se recupera na Taça Paraná


Entrega de faixas, expulsões e dois pênaltis foram alguns dos ingredientes da partida entre Nova Orleans e Engenho Velho, de Campina Grande do Sul, neste domingo (8) no Estádio José Drulla Sobrinho, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo A da Taça Paraná. Mesmo assim, a equipe da casa conseguiu vencer nos minutos finais e recuperou-se no certame, já que tinha perdido no jogo de estreia.


Por Rafael Buiar

Passados os minutos de festa e homenagens na entrega da faixa para o campeão da temporada de 2014 (Curitiba), o embate iniciou com ações ofensivas do time da casa. Com isso, em poucos minutos, o Nova Orleans já tinha arrematado duas vezes no gol de Leonardo. Na busca do gol nos minutos iniciais, o meio campista do Verdão, Giovanni, tomou conta do ‘meíuca’ e armou várias jogadas em velocidades para seus companheiros. Em uma delas, o camisa 10 conseguiu um escanteio, que originou o primeiro gol da partida. O cara da bola parada no time alviverde, Paulinho, cruzou na medida para Erick, que só teve o trabalho de empurrar para o gol, aos 10’ da primeira etapa.

Com o placar a favor, a equipe da casa não relaxou. Pois na sequência foram minutos pressionando o time de Campina Grande do Sul, que segurou e usou bem a experiência para manter o placar em 1 x 0. Porém, a pressão diminuiu um pouco depois, por causa da saída do lateral Tonton, que lesionou o joelho e deu o lugar para Peteka. Minutos depois da alteração, o time visitante engrossou o caldo e ganhou mais volume de jogo. Período em que os nervos estavam a flor da pele dos jogadores de ambas as equipes. árbitro Danilo Simão aplicou três cartões amarelos neste período da partida. Ação que tranquilizou os ânimos das duas equipes.


Passados dos 40’, o rápido Marcelinho do Engenho Velho teve a oportunidade de se consagrar, mas o atacante não pegou bem na bola e isolou, para a tristeza da torcida que esteve presente no Drulla Sobrinho.  Depois do desperdício, o embate tranquilizou e caminhou até os minutos finais sem sustos para ambas a equipe.

SEGUNDO TEMPO - Na volta para o segundo tempo, a equipe visitante retornou com mudança na equipe. Saiu o defensivo Chupeta para o dinâmico Deivão. A substituição foi com o intuito de movimentar a parte ofensiva do time de Campina Grande do Sul. Com isso, não demorou muito para a equipe da casa sofrer ações ofensivas nos minutos iniciais. Destaque para o atacante Marcelinho, que recebeu de Deivão em ótima triangulação da equipe visitante e concluiu sem chances para o goleiro Rogério, aos 4’. Nova Orleans 1 x 1 Engenho Velho.


Placar empatado, consequentemente, clima quente entre as duas equipes. Características que levaram a uma confusão minutos depois, em que Igor do UNO e Jonathan do Engenho Velho saíram expulsos do embate. Depois de 10’ de bola parada, a partida reiniciou. Neste período, o técnico Alexandre Oliveira promoveu três alterações na sua equipe, mas apenas uma foi por lesão. Saíram Aragão, Evandro e Paulinho, para entrada de Alan, Buiu e Peteca. Substituições que resultaram em que o embate ficasse mais preso.  

Mas em um contra-ataque, o rápido Buiu, que recebeu de uma triangulação de seus companheiros, em ótima posição para o arremate não aproveitou aos 33’. Mesmo assim, o camisa 15 ficou solto e chutou depois de uma ótima defesa de Leonardo. Mas a bola foi travada pelos braços do zagueiro Luciano, que estava dentro da área. Não deu outra, o árbitro Danilo Simão marcou pênalti aos 38’ da etapa complementar. 

Depois de muita reclamação, Giovani cobrou e colocou no fundo da rede do goleiro do Engenho Velho e desempatou o embate aos 40’. Para muitos que estavam presentes em campo, o placar seria esse mesmo. Mas por pouco foi outro, pois a equipe da casa sofreu pênalti no último lance do jogo, aos 49’. Mas a pressão da marca da cal e da torcida do UNO atrapalharam Deivão, que desperdiçou a chance e arrematou no travessão de Rogério, que foi pra fora. Segundos depois, o árbitro Danilo decretou o final da partida e encerrou em Nova Orleans 2, Engenho Velho 1.


Xxxxxxxxxxxxxxxxxxx PRÓXIMA RODADA xxxxxxxxxxxxxxxxxxxX

A equipe do Nova Orleans irá folgar na terceira rodada do Grupo A e só voltará a campo daqui a duas semanas. Tempo que será fundamental para treinamento e seguir ainda mais confiante para o restante do certame. Com a vitória, a equipe se iguala em número de pontos com o Bandeirantes de Colombo e fica atrás somente do Jardim Alegria, de São José dos Pinhais, que ganhou mais uma.

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxX

Nova Orleans: Rogério; Tonton (Peteca), Dudu, Erick, Victor; Evandro (), Alex, Paulinho (Buiu), Giovani (Vinicius); Igor e Aração. Técnico : Alexandre Oliveira.

Engelho Velho: Leandro; Chupeta (Deivão), Ivan, Luciano; Alexandre, Dril, Linconl, Jonatan e Agnaldo (Maranhão); Marcelinho e Rodrigo (Wallyson). Técnico: Gabriel Freitas.

Gols: Erick aos 4’ do primeiro tempo e Giovani aos 40’ do 2º tempo. Marcelinho aos 4’ do 2º tempo.


__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,

desde que citada a fonte.