Muita vontade e poucos gols


O embate do último sábado de setembro (27) entre Operário Pilarzinho e Urano teve premissas de decisão durante a semana que antecedeu o confronto. A equipe tricolor com o desejo de garantir a classificação antecipada e o Azulão ainda sonhar com uma vaga no G8. Mas a vontade era tanta, que nenhum dos objetivos foram alcançados. Pior para o Urano, que agora só cumpre tabela na última rodada. Já o Pilarzinho, que continuou dentro do G8, tem a possibilidade de classificar-se para a próxima fase diante o Trieste.

Por Rafael Buiar

O embate iniciou a favor do Operário Pilarzinho, que nos primeiros minutos já teve o controle da partida. A equipe da casa com mais volume de jogo, já assustou aos 6’, com uma bola enfiada no meio para Thomás que concluiu forte, mas fora do gol. Enquanto isso, a equipe do Urano tentou se encontrar na partida. Mas foi a equipe da casa que continuou a pressionar na partida. Desta vez, em dois escanteios. Na primeira, o zagueiro Patrick cabeceou sozinho e por pouco não abriu o placar aos 9’ da etapa inicial.  Na outra oportunidade, em outro escanteio da direita, o volante Molão deu casquinha, que terminou com um voleio de outro volante, Thiago Gbur, sem sucesso.

Com isso, em um período de menos de 3’, a equipe da casa assustou duas vezes pelo alto. Jogadas que preocuparam o sistema do Azulão. Mesmo assim, na sequência a zaga do Urano continuou a bater cabeças, pois em roubada de bola no meio de campo, o time do Pilarzinho armou-se em velocidade e partiu novamente pela lateral direita com  o meia Bitoca e o atacante Thomás. Mas em uma confusão do goleiro Yuri do Urano com o sistema defensivo, fez com que o camisa 11 do Pilarzinho, Wá, quase fizesse um lindo gol de bicicleta, que só não entrou porque o volante Egídio do Urano tirou em cima da linha aliviando a todos da equipe.
Com vários sustos, a equipe visitante ainda não melhorou seu sistema de jogo. Por isso, o jogo continuou a favor do time da casa, que novamente em jogada pela direita teve outro perigo de gol. Desta vez, um cruzamento na medida para o atacante Wá, que chegou um pouco atrasado no lance, mas conseguiu finalizar pra fora. Lances que aproveitavam muito bem as características do atacante baixinho e veloz. Mas em um contra-ataque do time do Urano, a equipe conseguiu um escanteio aos 25’. Como o setor defensivo da equipe da casa esteve um pouco frio e desatento, o zagueiro Rubão conseguiu cabecear sozinho no travessão, que no rebote o atacante Dinda desperdiçou. Para a fúria do zagueiro e do banco de reservas do Urano.

Lance que assustou o time da casa, que na sequência foi obrigado a responder com outro ataque. Novamente com Wá, que recebeu com uma enfiada do meio e na velocidade ganhou dos zagueiros e não conseguiu passar pelo goleiro Yuri, que protegeu bem o ângulo, dificultando a conclusão do camisa 11. Minutos depois, a mesma jogada. Molão toca em profundidade para Wá, com espaço, escolher o ângulo e concluir sem chances para o arqueiro do Urano, que não conseguiu chegar na bola aos 37’ da primeira etapa. Pilarzinho 1 a 0 no Urano. Nos minutos finais, a equipe da casa com o placar na frente trocou passes na intermediária até o árbitro Ronaldo Parpineli encerrar, sem acréscimo, os primeiros 45’ do embate.
2º TEMPO – Os primeiros minutos da etapa complementar foram do time da casa, que com mais volume soube segurar o jogo e criar jogadas em profundidade pelas laterais. Mas com muitas dificuldades não obteve nenhum lance de perigo. Para sorte do time visitante, que com a mudança na meia cancha durante o intervalo voltou mais ofensivo. Aos 13’, em jogada que iniciou pelos meias Sirilo e Massai e que acabou com a conclusão de Dinda, que levemente chutou tirando tinta da trave. Urano encorpando na partida e Pilarzinho diminuindo o ritmo. Talvez pela exigência física de seus atletas que já não rendiam como na primeira etapa.

Com a melhora do time visitante, o time do Pilarzinho passou a parar várias vezes o Azulão com falta próxima da área. O lateral Flavinho foi o principal cobrador pelo Urano, mas nenhuma aproveitada com êxito. Diferente do time da casa, o Urano passou a utilizar jogadas de velocidade com Gilvan, o Balotelli do Xaxim. Em jogada pelo meio, Massai tocou em profundidade para Gilvan que tirou do zagueiro e tocou para Dinda, que girou e chutou em cima do zagueiro do Pilarzinho, aos 31’ da etapa final. O susto motivou um pouco mais a equipe da casa, já que em uma descida pela esquerda, que foi raro na partida, o lateral Cristian cruzou para área, mas a acabou passando próxima da linha do gol e o baixinho Wá não chegou a tempo para conclui-la ao gol e aumentar o placar aos 37’.

Nos minutos finais do embate, o treinador do Urano Zézão fez algumas alterações na equipe e deixou o time mais pra frente. As trocas surtiram efeito, pois na primeira jogada do meia Nenê, saiu o gol do Urano. O meia do Urano lançou para Massai, que teve a frieza  de tirar do goleiro e empatar a partida aos 41’ da etapa complementar. Após o gol de empate, o time do Urano continuou com a pressão, mas sem sucesso não conseguiu desempatar, já que Ronaldo Parpineli deu apenas um minuto de acréscimo. Final Operário Pilarzinho 1, Urano também 1.



CLASSIFICAÇÃO - Com o empate, o Operário Pilarzinho não conquistou a classificação antecipada, já que Vila Hauer e Novo Mundo ainda podem ultrapassa-lo. Mesmo assim, o tricolor do Pilarzinho está no G8, pois está na sétima colocação com 13. Já o a equipe do Urano está na décima colocação com 10 pontos. Pontuação que tira do rebaixamento desta temporada e também a classificação para a segunda fase, já que o Azulão tem duas vitórias a menos que o oitavo colocado, Vila Hauer. Na última rodada da primeira fase, a equipe do Urano irá cumprir tabela com o Vila Hauer, no Manecão. O Operário Pilarzinho irá para Santa Felicidade desafiar o time em ascensão no Campeonato, o Trieste no Francisco Muraro.

- CONFIRA OUTRAS FOTOS DA PARTIDA NA FANPAGE DO RICO AO POBRE

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO PILARZINHO 1 X 1 URANO

Operário Pilarzinho: Evandro; Cristian, Patrick, William Loko e Thiago Piotto (Cabeça); Thiago Gbur, Robson, Molão e Bitoca (Cascão); Thomas e Wá. Treinador: Petersson

Urano: Yuri; Diego, Paulo Sérgio, Rubão e Flavinho; Egídio, Massai, Sirilo (Alisson) e Neto (Leonardo); Dinda e Gilvan (Nêne). Treinador: Zezão

Local/Data: Estádio Bortolo Gava, 27/09/2014;
Gols: Wá aos 37 do 1º tempo (Pilarzinho) e Massai aos 41 do 2º tempo (Urano)

Torcedor, apoie o time do seu bairro! Vá à um estádio da Suburbana.
__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.