A segunda chance


Chegou a hora! Depois de décadas a Copa do Mundo retorna ao país mais vitorioso do futebol. E se nos últimos mundiais a seleção brasileira chegou sempre com muita desconfiança, desta vez a situação é diferente. Depois de trocar de técnico no final de 2012 e apostar em uma comissão técnica mais experiente, a seleção canarinho passou de time desacreditado para um dos favoritos ao título da Copa do Mundo. A situação mudou após a seleção brasileira vencer a Copa das Confederações no ano passado e não tomar conhecimento da atual campeã mundial, Espanha, na final. Confira a coluna do jornalista (colaborador), Adam Escada, sobre a preparação do Brasil para a Copa do Mundo de 2014.


O Brasil abre a Copa do Mundo nesta quinta-feira (12) contra a Croácia, na Arena Corinthians. Na última semana, foram realizados dois jogos amistosos preparatórios para o mundial visando ajustar os últimos detalhes antes do início do evento. Estas partidas foram importantes para a comissão técnica avaliar como os jogadores estão fisicamente e principalmente para ajeitar o entrosamento dos atletas e corrigir alguns erros na marcação.

Foto: Wander Roberto - VIPCOMM
Mesmo estando fora da Copa, Panamá e Sérvia tem estilos de jogo parecidos com os dois primeiros adversários da nossa seleção (Croácia e México). Nota-se que a preocupação do técnico da seleção é com as primeiras partidas, consideradas decisivas para o desfecho da segunda fase. Qualquer deslize pode afetar a parte emocional dos atletas e pode também criar um duelo perigoso já nas oitavas de final contra a Espanha. Quantos aos amistosos, resultados a parte, a seleção não encantou, mas mostrou eficiência ao vencer as duas partidas.

A pergunta do momento é se a seleção brasileira está pronta para disputar o mundial diante de sua torcida. A comissão técnica afirma que sim. No entanto, é interessante que se faça algumas ressalvas. Em um campeonato de tiro curto como a Copa do Mundo, todo jogo é decisivo, por isso, a expectativa é de jogos muito duros já nesta primeira fase. O torcedor não deve se iludir com placares elásticos. Mesmo preparada para o início do torneio, a perspectiva é que a seleção cresça durante a competição. Sendo assim, não se deve esperar uma estréia de gala. Vale lembrar que a Espanha, atual campeã da Copa, perdeu sua primeira partida para a Suíça por 1 a 0, no último mundial na África do Sul.

Foto: Jefferson Bernardes - VIPCOMM
O torcedor terá que ter paciência e confiar em nossa seleção. Vencer a Copa do Mundo não será um trabalho simples para o time de Felipão, mas com o apoio da torcida e muito empenho dentro das quatro linhas, a seleção canarinho tem tudo para fazer com que o dia 13 de julho de 2014 entre na história.

__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.