A Copa do Brasil dos paranaenses: Os 10 jogos mais vexatórios da competição [Ano 2]


A última da serie da “A Copa do Brasil dos paranaenses” é referente aos 10 jogos mais vexatórios da competição. O torcedor não quer nem se lembrar dos jogos atípicos de sua equipe, mas o Do Rico ao Pobre lembra pra você tirar sarro dos seus colegas no trabalho. A lista não teve muita alteração em relação ao ano passado, apenas um confronto e bem longe do Estado do Paraná. Confira:


A competição mais democrática do Brasil proporciona confrontos que ficam na memória do torcedor, típico de um torneio de mata-mata. Mas o torneio que vai de “Oiapoque ao Chuí” é especial para os times “menores”, pois encaram cada jogo como se fosse uma final de Copa do Mundo. O Estado do Paraná tem exemplos, como a vitória do Cianorte diante o “todo poderoso” – segundo a imprensa paulista, Corinthians, em 3 a 0. Mas agora, o foco é o inverso. Então, confira os 10 jogos mais vexatórios de times paranaenses na Copa do Brasil.

Foto: Bruno Kelly / VIPCOMM
10º - Atlético-PR 2 x 3 Sport (19/03/2003)
O Sport venceu a disputa contra o Atlético-PR por 3 a 2, no Arena da Baixada, pela 2ª Fase da Copa do Brasil 2003. Balançaram as redes: Ilan (2), no Atlético-PR, e Cleber Santana, Nildo e Valdir Papel, no Sport. Resultado que foi a favor para time Pernanbucano, terra do Sport. No segundo jogo, a mesma equipe derrotou o Atlético-PR por 1 a 0, no Ilha do Retiro, valendo pela 2ª Fase da Copa do Brasil 2003. O gol da vitória foi marcado por Cleber Santana. O Atlético-PR completou 79 anos de sua fundação neste dia. Recebendo o tradicional 'presente de grego' da equipe nordestina.


9º  - Treze 1 x 0 Coritiba        (04/05/2005) 

O Treze venceu o duelo contra o Coritiba com placar de 1 a 0, no Amigão, na Fase Oitavas de Final da Copa do Brasil 2005. A vitória veio de um gol de Adelino (Lino). Adelmo (Treze) foi expulso e deixou o time em inferioridade numérica. O restulado do Primeiro jogo foi com do Coritiba, que venceu a disputa contra o time paraíbano em (2 a 1), no Pinheirão. Foram responsáveis pelo placar: Marciano e Nunes, pelo Coritiba, e Adelino (Lino), do Treze.


8º- Atlético-PR 1 x 1 Corinthians-AL (06/03/2008)

Atlético-PR e Corinthians-AL terminaram no empate com placar de 1 a 1, no Arena da Baixada, na 1º Fase da Copa do Brasil 2008. Os gols do empate foram marcados por Antônio Carlos, para o Atlético-PR, e Reinaldo Alagoano, para o Corinthians-AL. Luciano Rosa (Corinthians-AL) foi para o chuveiro mais cedo. Resultado que levou aos penaltis, já que o primeiro confronto terminou com o mesmo placar, em Alagoas.


7º - Atlético-PR 2 x 6 Corinthians (22/04/1997)
O Corinthians bateu facilmente o Atlético-PR com placar de 6 a 2, no Pinheirão, valendo pela Fase Quartas de Final da Copa do Brasil 1997. Fizeram os gols: Andrei e Oséas, pelo Atlético-PR, e Souza, Mirandinha (3) e Donizete (2), do Corinthians. No primeiro confronto, a equipe do Atlético-PR venceu o duelo  por 2 a 1, no Morumbi. Marcaram os gols: Souza, do Corinthians, e Andrei e Nowak, pelo Atlético-PR. O Atlético-PR ainda ficou em inferioridade já que Ronaldo foi expulso.




6º - Nacional 4 x 1 Coritiba (15/05/2013)
O Nacional-AM bateu facilmente o Coritiba por 4 a 1, no SESI - Manaus, valendo pela Segunda fase da Copa do Brasil 2013. Foram responsáveis pelo placar: Danilo Rios (2), Wesley Bigu e Amaral, pelo Nacional-AM, e Geraldo, do Coritiba. Pelo Coritiba, Chico foi expulso. O Nacional-AM encerrou a sequência de 4 jogos sem vencer o adversário na Copa do Brasil, que era o atual vice-campeão da competição.




5º - Operário-PR 0 x 4 Juventude (07/03/2012) 
Em sua única participação, o Operário sofreu uma goleada do Juventude no placar 4 a 0, no Germano Kruger, pela Primeira fase da Copa do Brasil 2012. Com isso, o time de Ponta Grossa foi eliminado precoscemente.


4º - Ponte Preta 4 x 1 Coritiba (20/02/2002)

A Ponte Preta venceu com facilidade o Coritiba por 4 a 1, no Moisés Lucarelli, pela 1ª Fase da Copa do Brasil 2002. Balançaram as redes: Marquinhos, Jean Carlos, Adrianinho e Washington, na Ponte Preta, e Evair, no Coritiba. Com o jogo quente, a Ponte Preta e o Coritiba tiveram um jogador expulso cada um: Mineiro (Ponte Preta) e Badé (Coritiba). 


3º - Internacional 5 x 1 Paraná (23/04/2008)

O Internacional atropelou o Paraná por 5 a 1, no Beira Rio, na Fase Oitavas de Final da Copa do Brasil 2008. Os gols da partida foram de Índio, Fernandão, Magrão e Andrezinho (2), para o Internacional, e de Fábio Luís, para o Paraná. Expulsões: Sidnei (Internacional) e Ângelo e Joélson (Paraná).


2º - Vasco 5 x 1 Iraty (08/04/2006)
O Vasco aplicou uma goleada sobre o Iraty com placar de 5 a 1, no São Januário, pela 2ª Fase da Copa do Brasil 2006. Foram reponsáveis pelo placar: Edílson, Morais e Valdiram (3), pelo Vasco, e André Beleza, do Iraty.



1º - Corinthians 5 x 1 Cianorte (06/04/2005)
O Corinthians conquistou uma boa vitória em cima do Cianorte por 5 a 1, no Pacaembu, pela 2ª Fase da Copa do Brasil 2005. Os artilheiros do jogo foram: Gustavo Nery, Roger (2) e Tevez (2), no Corinthians, e Edson, no Cianorte. Com este resultado, o time paulista selou a classificação, depois de ter perdido o jogo de ida, em Maringá, em que o Cianorte bateu facilmente o Corinthians por 3 a 0, no Willie Davids, com gols de Edson e Márcio Machado (2). O árbitro ainda expulsou Anderson (Corinthians). 


Apenas 10 entraram na lista, que teve outros resultados nada animadores para o torcedor paranaense, como: a derrota do Iraty para o Vila Nova, no placar de 3 a 0; A derrota do Londrina para o Esportivo, em 2005, no placar de 4 a 1; a vitória do Juventude-MT, em 4 a 0 sobre o antigo Malutron, em 2001; A vitória do Gama diante o Paranavaí, no placar de 3 a 0, em 2004; o empate com sabor de derrota na Arena da Baixada, de Atlético 0 a 0, com o Volta Redonda, em 2006 e um ano depois, o extinto Adap- Galo, de Maringá, perdeu em casa para o Noroeste, no placar de 4 a 1.


Se você esteve presente em algum, comente e compartilhe a sua opinião: qual jogo foi o mais vexatório de um clube paranaense na Copa do Brasil?



__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.