Aqui é Suburbana - Santa Quitéria x Trieste


No sábado passado (28), Santa Quitéria e Trieste duelaram o que pode ter sido até o momento, a melhor partida da Suburbana de 2013, segundo a imprensa esportiva. Deste modo, o Do Rico aoPobre compareceu no Estádio Maurício Fruet, para o confronto do returno da segunda fase entre as mesmas equipes, em que teve vitória tranquila do time da casa, no placar de 3 a 1.

#FUTEBOL AMADOR
Por Rafael Buiar

Antes do jogo principal aconteceu o embate entre as equipes do juvenil do Santa Quitéria e Trieste, que empataram no placar de 1 a 1. Minutos depois, a atenção ficou toda para o jogo da categoria adulto das mesmas equipes. Assim, a “arquibancada” do Mauricio Fruet aos poucos foi ficando com um bom público. Dado o ponta pé inicial pelo Trieste, o principio de jogo foi do time da casa, que investiu em jogadas laterais, mas sempre interrompida com faltas na intermediária. Assim, o árbitro Cristiano Antônio Teixeira deu o primeiro cartão do jogo aos oito minutos para a equipe do Trieste. Com o time da casa empolgado, a pressão continuou. Mas aos 10 minutos, o time visitante sofreu uma falta no setor de ataque do lado direito. Local onde surgiu o primeiro gol da tarde, mas foi anulado pelo Cristiano, pois o bandeirinha assinalou impedimento do atacante do Trieste.

Foto:  Jornal Balançando a Rede
Após o susto na equipe do Trieste, o jogo ficou preso no meio de campo. Mas mesmo assim, o time da casa abriu o placar, após o lançamento na área para Jonathan concluir em gol, aos 13 minutos. Gol que mudou o jeito de jogar das duas equipes, já que o time de Santa Felicidade ficou exposto para buscar o empate. Espaço que foi aproveitado pelo Quitéria, em jogadas de velocidade, mas, novamente, parada com faltas. Em uma dessas, o goleiro Ricardo, que esteve contra a direção do sol, sofreu o segundo gol da partida. Cristiano ampliou em 2 a 0, aos 23 minutos.

Placar que fez o time visitante acordar para a partida, já que o Trieste aumentou o seu volume de jogo. Porém, não foi aproveitado pela equipe ‘triestina’, pois as jogadas estavam sem criatividade. Fato que foi proporcionado pela forte marcação do time da casa. Passados 36’, o Quitéria aproveitou novamente a lateral para usar a jogada aérea. Deste modo, quase saiu o terceiro do gol jogo e o segundo do camisa 9, Jonathan. Nos minutos finais, o time da casa, melhor, não deixou o Trieste jogar. Destaque da partida até então, Cristiano do Santa Quitéria, quase aumentou em jogada individual. Minutos depois, o árbitro decretou o final da etapa inicial, em que terminou no placar de 2 a 0 para o time da casa.



Mesmo com o placar a favor, a segunda etapa iniciou com mudanças na equipe da casa. Saiu Andrezinho e entrou Vagner. A troca de jogadores  fez com que continuasse a pegada do primeiro tempo, mas não demorou muito para o Trieste se recuperar na partida. Depois de alguns minutos de paralisação, por causa de um atendimento médico, a equipe visitante teve sua melhor oportunidade em diminuir o placar. O camisa 10, Marquinhos, chutou forte em diagonal e Jonas fez ótima defesa, mantendo o placar em 2 a 0, a favor do Santa Quitéria, em 10 minutos. Lance que não desmotivou a equipe visitante, pois dois minutos depois, Danilo, em jogada de contra-ataque rápida, encobriu o goleiro Jonas e diminuiu o placar em 2 a 1.

Com o gol, a equipe do Trieste melhorou. Tocou melhor a bola, soube aproveitar o preparo físico em relação a equipe adversária. Com isso, a pressão triestina continuou. Aos 21 minutos, Moro, quase empatou com uma ótima cabeçada de um cruzamento da direita. Lance que foi visível notar o cansaço do time da casa. Na sequência, ambos os treinadores fizeram alterações, saíram Leandrinho (Quitéria) e Moro (Trieste) e entraram Nenê (Quitéria) e Luciano (Trieste). Mas a substituição que surtiu efeito logo de cara na partida foi do time casa, pois na primeira jogada de Nenê, quase saiu o terceiro gol do Santa Quitéria.


Aos 33 minutos, com o alto número de cartão amarelo para o time visitante, o árbitro Cristiano, expulsou Anderson e na sequência deu outro amarelo. Desta vez por reclamação de Massaí, na equipe do Trieste. Assim, com um a menos no confronto, o time visitante ficou exposto novamente. Nenê que entrou a pouco tempo, aproveitou o espaço e usou a velocidade nas jogadas de contra ataques, que só foram parada com faltas. Nos minutos finais, as duas equipes fizeram alterações de jogadores novamente. Com isso, a partida ficou movimentadíssima. Aos 49’, em uma saída de escanteio do time da casa. Maicon, que entrou a pouco, acertou um chute forte, no ângulo do goleiro Ricardo e decretou a vitória do time do Quitéria com o terceiro gol. Ainda com o acréscimo correndo no relógio, deu tempo do jogador Vital do time do Trieste, que também entrou a pouco, ser expulso no último lance do jogo por uma falta no meio campo. Após a falta, sem muita reclamação, o árbitro deu o apito final no Estádio Maurício Fruet que terminou no placar de 3 a 1 para o Santa Quitéria


Confira alguns lances do confronto:

________________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.