Cincão (defesa) e Metropolitano (ataque) ficam no empate na abertura do Hexagonal

O time do Metropolitano que terminou na primeira colocação na classificação da primeira fase, sofreu o gol da equipe do Cincão nos primeiros minutos. Devido a isso, o confronto foi ataque contra defesa na maior parte dos 90 minutos, já que o time de Maringá buscou a reabilitação na partida depois de sofrer o gol, mas só conseguiu empatar aos 30 minutos do segundo tempo, com o artilheiro Cristiano, que agora tem sete gols marcados na competição.

#CRÔNICAS
Por Rafael Buiar

O início do confronto foi de pouco estudo, pois nos minutos iniciais, o sistema defensivo do Metropolitano estava desatento e o atacante Tarta aproveitou a primeira oportunidade do jogo para fuzilar a rede do goleiro Ney, abrindo o placar no Estádio Willie Davids. Após o gol, a movimentação do Metro foi intensa, mesmo a equipe do Cincão fechando os espaços, principalmente nas laterais do campos. Já os meios Renan Tavares e Safira chamaram a responsabilidade na meia cancha do tricolor de Maringá, depois de levar o gol.

Passados 10 minutos, o jogo ficou mais equilibrado, pois o a equipe de Londrina já demonstrava mais vontade nas jogadas, justificando o placar parcial.  Mesmo assim, o volume de jogo estava mais para o Metropolitano, que pressionava atrás do gol de empate, mas sem nenhum lance extraordinário, apenas com alguns chutes de longas distâncias e jogadas pela lateral que resultava em bola área para os atacantes. Com lances desconcertantes o Metro continuava pressionando, a jogada que chamou a atenção foi à bicicleta do atacante Cristiano, que só parou na defesa excepcional de dois tempos do goleiro Serginho, aos 30 minutos da etapa inicial. Na sequência, o time do Cincão diminui o ritmo, o que facilita ainda mais o bombardeio da equipe da casa.

Direcionando para os minutos finais, o confronto caiu ainda mais de rendimento, já que o embate ficou mais truncado. Mesmo assim, a equipe que teve mais a posse bola foi a da casa, mas sem eficiência de empatar. Com isso, o primeiro tempo termina em 1 a 0 para a equipe visitante. Resultado que deixa frustrados os jogadores do Metropolitano.
Foto: Rafael Silva /Odiario.com (Maringá)
A segunda etapa inicia da mesma maneira que terminou o primeiro tempo, com os mesmo jogadores e também com o volume maior da equipe da casa, que ainda seguiu pressionando nos cinco minutos iniciais. Renan Tavares e Safira ainda continuam chamando o jogo e puxando os ataques em velocidade, mas a marcação do Cincão que estava forte diminui os espaços em seu campo, dificultando a conclusão em gol, em 10 minutos de jogo.

Ao correr mais 15 minutos da etapa final, a partida cai de produção. Assim, ambos os treinadores fizeram substituições nas equipes. O setor mais modificado nas equipes foi o ataque, principalmente no time do Metropolitano, que pressiona desde o momento em que sofreu o gol, no primeiro tempo. O resultado das alterações foi rápido no lado do time tricolor, pois aos 30 minutos, Clênio que entrou no lugar de Renan Tavares, em jogada rápida passou para o artilheiro Cristiano empatar a partida em 1 x 1. Igualdade no placar que motivou a torcida e que ocasionou mais pressão do Metro. Na sequência, ocorreu um lance polêmico, contestado pelos jogadores, torcida e todo mundo que estava do lado do Metro, com o pênalti não marcado, cinco minutos depois.
Nos minutos finais, a equipe de Maringá continuou pressionando o Cincão como na maioria do jogo, mas o forte bloqueio e a tarde inspirada do goleiro Serginho, não permitiam a virada do Metro. O atacante Cristiano é o que mais destaca nas ações ofensivas do time da casa, mas sem sucesso. Com isso, o árbitro Cristhian, contestado pela má atuação pelos jogadores terminou a partida aos 49 minutos com placar de 1 a 1.


futgol10.com
A próxima partida de ambos os times será na quarta-feira, O Metropolitano irá desafiar o Prudentópolis, no Estádio Newton Agibert, em Prudentópolis. Já o Cincão, ira combater o Colorado no Estádio do Café, em Londrina.


Texto publicado no site do Redação em Campo no dia 07/07/2013




__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.