A Copa do Brasil dos paranaenses: Os 10 jogos mais vexatórios da competição

O blog Do Rico ao Pobre continua com a série: 'os 10 mais da Copa do Brasil'. Lembrando, que o primeiro foi referente aos jogos inesquecíveis de toda a competição - de 1989 à 2012. O tema da vez é sobre os vexames no mata-mata. 

#ESPECIAL

Na última quarta-feira (24), Paraná e São Bernardo duelaram para ver quem  que iria adiante à Copa do Brasil. O primeiro confronto no interior paulista, terminou empatado, assim, a capital paranaense já teria uma decisão na primeira fase - apesar que qualquer jogo neste torneio de mata-mata, é decisão. Com a bola rolando, o jogo foi equilibrado. Mas, mesmo assim, a equipe da Vila Capanema perdeu em casa para o modesto time de São Paulo, no placar de 3 a 2. Sendo esse, mais um vexame do tricolor da Vila.


Foto: Daniel Castellano/Gazeta do Povo
Desta maneira, o blog ‘Do Rico ao Pobre’ irá continuar com a série: os 10 mais da Copa do Brasil. Lembrando, que o primeiro foi referente aos jogos inesquecíveis de toda a competição - de 1989 à 2012. O tema da vez é sobre os vexames no mata-mata.  Com certeza, o 'Trio de Ferro' terá mais participações neste post, já que os clubes de Curitiba participaram mais vezes na competição do que os times do interior.

10º - Atlético-PR 2 x 3 Sport (19/03/2003)
O Sport venceu a disputa contra o Atlético-PR por 3 a 2, no Arena da Baixada, pela 2ª Fase da Copa do Brasil 2003. Balançaram as redes: Ilan (2), no Atlético-PR, e Cleber Santana, Nildo e Valdir Papel, no Sport. Resultado que foi a favor para time Pernanbucano, terra do Sport. No segundo jogo, a mesma equipe derrotou o Atlético-PR por 1 a 0, no Ilha do Retiro, valendo pela 2ª Fase da Copa do Brasil 2003. O gol da vitória foi marcado por Cleber Santana. O Atlético-PR completou 79 anos de sua fundação neste dia. Recebendo o tradicional 'presente de grego' da equipe nordestina.



9º  - Treze 1 x 0 Coritiba        (04/05/2005) 

O Treze venceu o duelo contra o Coritiba com placar de 1 a 0, no Amigão, na Fase Oitavas de Final da Copa do Brasil 2005. A vitória veio de um gol de Adelino (Lino). Adelmo (Treze) foi expulso e deixou o time em inferioridade numérica. O restulado do Primeiro jogo foi com do Coritiba, que venceu a disputa contra o time paraíbano em (2 a 1), no Pinheirão. Foram reponsáveis pelo placar: Marciano e Nunes, pelo Coritiba, e Adelino (Lino), do Treze.



8º- Atlético-PR 1 x 1 Corinthians-AL (06/03/2008)

Atlético-PR e Corinthians-AL terminaram no empate com placar de 1 a 1, no Arena da Baixada, na 1º Fase da Copa do Brasil 2008. Os gols do empate foram marcados por Antônio Carlos, para o Atlético-PR, e Reinaldo Alagoano, para o Corinthians-AL. Luciano Rosa (Corinthians-AL) foi para o chuveiro mais cedo. Resultado que levou aos penaltis, já que o primeiro confronto terminou com o mesmo placar, em Alagoas.


7º - Camaçari 2 x 0 Paraná (03/03/1999) 

O Camaçari bateu o Paraná por 2 a 0, no Armando Oliveira, valendo pela 1º Fase da Copa do Brasil 1999. O placar foi construído por Márcio Simões, que marcou duas vezes. Neste confronto, o Paraná ficou em inferioridade, já que Valdeir foi expulso. No Segundo jogo, o Paraná Clube venceu o Camaçari por 2 a 1, no Erton Coelho Queiroz. Foram reponsáveis pelo placar: Carlos Alberto Dias e Émerson, pelo Paraná, e Castor, do Camaçari. Mas o placar não suficiente para avançar à próxima fase da Competição.

6º - Juventude-MT 4 x 0 Malutron (22/03/2001) 
Na sua primeira participação, o extinto Malutron - atual J. Malucelli- foi goleado pelo Juventude-MT no placar de 4 a 0, no Asa Delta, pela 1ª Fase da Copa do Brasil 2001. Os gols foram de Macedo, Moreno (2) e Mauro Dias.

5º - Operário-PR 0 x 4 Juventude (07/03/2012) 
Em sua única participação, o Operário sofreu uma goleada do Juventude no placar 4 a 0, no Germano Kruger, pela Primeira fase da Copa do Brasil 2012. Com isso, o time de Ponta Grossa foi eliminado precoscemente.


4º - Ponte Preta 4 x 1 Coritiba (20/02/2002)

A Ponte Preta venceu com facilidade o Coritiba por 4 a 1, no Moisés Lucarelli, pela 1ª Fase da Copa do Brasil 2002. Balançaram as redes: Marquinhos, Jean Carlos, Adrianinho e Washington, na Ponte Preta, e Evair, no Coritiba. Com o jogo quente, a Ponte Preta e o Coritiba tiveram um jogador expulso cada um: Mineiro (Ponte Preta) e Badé (Coritiba). 


3º - Internacional 5 x 1 Paraná (23/04/2008)
O Internacional atropelou o Paraná por 5 a 1, no Beira Rio, na Fase Oitavas de Final da Copa do Brasil 2008. Os gols da partida foram de Índio, Fernandão, Magrão e Andrezinho (2), para o Internacional, e de Fábio Luís, para o Paraná. Expulsões: Sidnei (Internacional) e Ângelo e Joélson (Paraná).


2º - Vasco 5 x 1 Iraty (08/04/2006)
O Vasco aplicou uma goleada sobre o Iraty com placar de 5 a 1, no São Januário, pela 2ª Fase da Copa do Brasil 2006. Foram reponsáveis pelo placar: Edílson, Morais e Valdiram (3), pelo Vasco, e André Beleza, do Iraty.


1º - Corinthians 5 x 1 Cianorte (06/04/2005)
O Corinthians conquistou uma boa vitória em cima do Cianorte por 5 a 1, no Pacaembu, pela 2ª Fase da Copa do Brasil 2005. Os artilheiros do jogo foram: Gustavo Nery, Roger (2) e Tevez (2), no Corinthians, e Edson, no Cianorte. Com este resultado, o time paulista selou a classificação, depois de ter perdido o jogo de ida, em Maringá, em que o Cianorte bateu facilmente o Corinthians por 3 a 0, no Willie Davids, com gols de Edson e Márcio Machado (2). O árbitro ainda expulsou Anderson (Corinthians). 


Como a série anterior dos 10 jogos inesquecíveis, eu selecionei apenas alguns dos jogos mais vexatório dos times paranaenses, dentre os mais de 305 jogos da Copa do Brasil. Mas não esqueci de outros memoráveis, como: A derrota do Azulão, Iraty para o Vila Nova, no placar de 3 a 0; A derrota do Londrina para o Esportivo, em 2005, no placar de 4 a 1; A vitória do time de Brasilia (Gama) diante o Paranavaí, no placar de 3 a 0, em 2004; o empate com sabor de derrota na Arena da Baixada, de Atlético 0 a 0, com o Volta Redonda, em 2006; Um ano depois, o extinto Adap- Galo, de Maringá, perdeu em casa para time paulista, Noroeste, no placar de 4 a 1. Se você esteve presente em algum, comente e compartilhe a sua opinião: qual jogo foi o mais vexatório de um clube paranaense na Copa do Brasil?



__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.