As memórias que podem ajudar o Londrina para a conquista do tetra em 2013

O ano de 2013 mal começou e já traz lembranças do passado aos torcedores do Londrina Esporte Clube - LEC, pois no ano passado completou 20 anos da sua última conquista na elite do Campeonato Paranaense. Ano que a final do estadual foi disputada contra o União Bandeirantes, sendo a última “final caipira” no estadual.

#JOGOMEMORÁVEL
Por Rafael Buiar

Há oito anos, o LEC começou o estadual da mesma maneira que vem obtendo neste Campeonato Paranaense de 2013, vencendo três partidas consecutivas, ano (2005) que acabou sendo eliminado na semifinal, pelo Atlético. Já nas duas vezes que foi campeão, o mesmo aconteceu. Em 1981, venceu os quatro primeiros confrontos; em 1992, ganhou os três primeiros confrontos. E é sobre o último título do Londrina que iremos relembrar aqui no 'blog Do Rico ao Pobre’.

Foi em 19 de dezembro de 1992, que o Tubarão venceu o time da cidade de Bandeirantes por 1 a 0, no Estádio do Café, com o gol de cabeça de João Neves, que já foi visto e revisto inúmeras vezes pelo torcedor alviceleste. Desta maneira, com o ótimo desempenho do LEC no começo de 2013, a conquista de 1992 faz mexer com a cabeça dos londrinenses, pois fica a dúvida de quando serão os próximos títulos.

Comemoração no vestiário do último titulo conquistado pelo Londrina (1992) - Foto: Gazeta Maringá
A final de 92 foi um duelo de três jogos, tirando o jogo da primeira fase que empatou no placar de 2 a 2. Já nas decisões, os placares continuaram no empate, sendo 0 a 0 no primeiro confronto e 2 a 2 no segundo. Assim, o terceiro duelo aconteceu, e o placar foi diferente, o time da cidade de Londrina venceu o jogo por 1 a 0 e conquistou o titulo ao seu favor.

Entre esses jogos, o segundo duelo da final é considerado o melhor e mais “duro”, pois foi o mais emocionante. Perdendo de 2 a 1, o Tubarão esteve perto de ver o oponente dar a volta olímpica no Estádio do Café, em Londrina. Até que, no último minuto, Márcio aproveitou um cruzamento na área para igualar e forçar o terceiro jogo.

Escalações do terceiro jogo da final (Foto: Gazeta do Povo)
Após a vitória, o treinador da época do Londrina, Varlei de Carvalho, disse “Agora, no Paraná, não existe mais o Trio de Ferro, mas sim um quarteto”, a frase emocionada em tom de decreto. O Londrina tornou-se ao lado do rival Grêmio Maringá, o clube do interior que mais se aproxima dos três grandes de Curitiba (Atlético, Coritiba e Paraná) em termos de vitórias no Estado.

Dias atuais - Nos dias atuais, muito já foi falado sobre este título pela imprensa paranaense, sendo relembrado em 2002 e 2007, quando a conquista completava 10 e 15 anos, respectivamente. Desta maneira, a torcida fica ansiosa para a próxima conquista, que  pode chegar no paranaense deste ano (2013).

A comparação com qualquer clube do passado para o presente, é certa que haverá mudanças, tanto para o lado bom, quanto para o lado ruim. Por exemplo: Londrina e União Bandeirante não se encontram como a 20 anos atrás. O vice campeão de 1992 fechou as portas em 2007, sua última apresentação em Campeonato Paranaense, aconteceu um ano antes. Clube que foi fundado em 1964 e conquistou cinco vices campeonatos no estadual.

No entanto, o Tubarão chegou perto disso, mas a tradição e alguns patrocínios não o deixou fechar as portas, o time mais tradional do norte do Paraná vai se reerguendo aos poucos. Depois da conquista de 92, a boa fase persistiu por alguns anos. Mas, com algumas más administrações, o clube foi caindo de produção dentro do campo e fora dele também. Com isso, rebaixamentos aconteceram, até ter o seu retorno na elite do estudual de 2011.


__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.