1º campeão estadual do interior do Paraná (1955)


Com ótimo desempenho e bons resultados em pouco tempo. O time obteve ótimas campanhas. Deste modo, o time teve a glória de seu primeiro título de campeão paranaense no ano de 1955. Em 28 partidas, teve 18 vitórias, 4 empates e apenas 6 derrotas.

#CLUBES
                                                                                                                                 Por Rafael Buiar

O  Campeonato Paranaense iniciou em 1915. Mas, foi somente 40 anos após a sua criação que o primeiro time do interior conquistou um título de campeão estadual. O Clube Atlético Monte Alegre obteve a façanha inédita de conquistar o título paranaense em 1955. A equipe de Monte Alegre ergueu a taça na capital paranaense (Curitiba), no Estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada), justamente contra o extinto time do Ferroviário.

O clube de Telêmaco Borba, tem a alcunha de Pantera negra, como é conhecido na cidade. Somente cinco anos após sua inauguração (1946), o clube ingressou na Federação Paranaense de Futebol (FPF). 

Os responsáveis pela atitude foram Péricles Pacheco da Silva (anos depois, prefeito da cidade de Telêmaco Borba) e Cacildo Batista Arpelau, que inscreveram a equipe na FPF no dia 12 de março de 1951. 

Logo, o primeiro jogo foi contra a equipe do Palestra Itália, em Curitiba, dois meses depois. Assim, o clube foi se estruturando entre as principais equipes do interior do Paraná. Pois, em 1952, ocorreu sua melhor participação em um campeonato, tendo a 4ª colocação no estadual e o artilheiro (Taíco)Anos depois, o time de Telêmaco Borba manteve a sua boa participação até conquistar o primeiro título do time no estadual de 1955.

Maior conquista do C.A.M. A.
Com ótimo desempenho e bons resultados em pouco tempo. O time obteve ótimas campanhas. Deste modo, o time teve a glória de seu primeiro título de campeão paranaense no ano de 1955. Em 28 partidas, teve 18 vitórias, 4 empates e apenas 6 derrotas.

O comandante da equipe naquele ano foi o técnico Rui Santos, conhecido como "Motorzinho”, devido ao grande conhecimento de futebol que o próprio tinha. E também por fazer “uma máquina de jogar futebol”. A campanha do C.A.M.A foi de um ótimo aproveitamento, pois conquistou os dois turnos e decidiu o campeonato com o Clube Atlético Ferroviário, que foi vencedor do terceiro turno. A final foi decidida em três jogos. Em destaque as três finais, que só aconteceram no ano seguinte. 

O  primeiro duelo ocorreu no estádio Durival de Brito, e terminou em 2x2 no placar. Já o segundo jogo foi em  casa, Telêmaco Borba, no estádio Dr. Horácio Klabin (denominado também por seus torcedores como “Cemitério de Líderes”). O placar do jogo foi favorável ao C.A.M.A, que venceu no placar de 3x1. A decisiva e última partida foi novamente em Curitiba, no estádio Joaquim Américo, com vitória do Pantera negra no placar de 1x0.

Nesta competição, o plantel principal do Monte Alegre foi composto por: Bolívar, Aurélio, Juths, Pequeno, Juninho, Augusto, Isaac, César veiga, Nestor, César Frízio, Taíco, Ocimar, Nelson, Orlando, Aloísio, Torres, Rubens, Osvaldo, Lúcio e Amaro. O ponte forte do Pantera negra foi o ataque, pois marcou 79 gols e sofreu 41 gols. Os principais marcadores do time na competição foram: César Frízio e Ocimar anotaram cada um 15 gols; Taíco 14; Nelson 10; Nestor 7; Isaac e Torres 4; Aloísio 2 e Rubens, Juths e César Veiga, cada um, assinalou 1 gol

A campanha do Pantera Negra

Primeiro Turno

CAMA 5 x 2 CA Ferroviário; CAMA 3 x 3 Coritiba; CAMA 4 x 2 Água Verde; CAMA 2 x 0 Bloco Morgenau; CAMA 4 x 1 Atlético Paranaense; CAMA 2 x 2 Operário Ferroviário; CAMA 1 x 1 Guarani; CAMA 2 x 1 Caramurú; CAMA 0 x 1 Palestra Itália e CAMA 6 x 0 Britânia.

Segundo Turno
CAMA 2 x 1 Coritiba; CAMA 1 x 0 Água Verde; CAMA 1 x 0 Britânia; CAMA 0 x 1 Guarani; CAMA 7 x 2 Morgenau; CAMA 2 x 1 Atlético Paranaense; CAMA 6 x 0 Caramurú; CAMA 1 x 0 Ferroviário; CAMA 2 X 4 Operário; CAMA 10 x 1 Palestra Itália.

Terceiro Turno
CAMA 2 x 3 Coritiba; CAMA 4 x 2 Guarani; CAMA 1 x 4 Ferroviário; CAMA 1 x 6 Atlético Paranaense e CAMA 4 x 0 Ferroviário.

FINAL
08/04/1956 - Ferroviário 2 x 2 CAMA, no estádio Durival de Brito.
15/04/1956 - CAMA 3 x 1 Ferroviário, no estádio Dr. Horácio Klabin.
22/04/1956 - Ferroviário 0 x 1 CAMA, no estádio Joaquim Américo.


No entanto, a equipe campeã de 1955 não seguiu muito adiante o “caminho de vencedor”, pois, dois anos depois a sua maior conquista, a diretoria do C.A.M.A alegou dificuldades financeiras para estar dentro do futebol profissional. Assim, a equipe de Telêmaco Borba se retirou do campeonato. Para depois tentar se reintegrar duas vezes na metade da década de 60, mas foi vetada pela federação paranaense de futebol. Já na década de 70, o clube Monte Alegre se fusiona com o GERA, Grêmio Esportivo e Recreativo Alvorada

__________________________________________
É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.