Mais um ano de reestruturação


Pelo menos nos últimos 10 anos, a palavra recomeçar é foco do Paraná Clube no início da temporada. Apenas cinco jogadores do plantel de 2016 permaneceram no time. O novo comandante, Wagner Lopes, terá mais de 15 caras novas e cerca de 10 jogadores que subiram da base. Atletas novos que darão ao Tricolor da Vila Capanema uma cara nova.

#PARANAENSE 2017
Por Rafael Buiar

Depois de um primeiro semestre bom pelo Paranaense de 2016, que terminou na terceira posição, o time da Vila Capanema passou apuros no certame nacional, com a décima quinta posição. O alerta ficou ligado e o Tricolor da Vila Capanema movimentou uma revolução na temporada 2016-2017. A primeira ação foi a troca da comissão técnica, que junto a isso contratou 14 jogadores e ainda subiu cerca de 10 jogadores da categoria juvenil e que disputaram a Copa São Paulo, em janeiro deste ano. Mesmo assim, alguns bons nomes do time do ano passado irão continuar no Tricolor, como o volante Leandro Vilela, o lateral Diego Tavares e o goleiro Marcos. 

Dentre os contratados, destaque para o zagueiro Eduardo Brock (Brasil de Pelotas), os laterais Júnior e Igor, ambos do ASA-AL, os meias Jonas Pessali, Zezinho e Alex Santana. Além do retorno de empréstimo do meia Vitor Feijão. Jogadores que tem a missão de fazer o Paraná brilhar mais no cenário estadual, já que desde 2006 o time não levanta o caneco da competição. Mesmo assim, o novo comandante pede paciência ao torcedor. A equipe do treinador Wagner Lopes teve dois jogos treinos diante o Joinville nas últimas semanas.

O primeiro teste, que foi em Santa Catarina, terminou empatado em 1 a 1. Já o segundo foi no Ninho da Gralha e terminou com vitória do Paraná por 3 a 2. A estreia do time do Paraná Clube será dia 29, diante o Foz do Iguaçu na Vila Capanema, quatro dias depois do primeiro jogo da Primeira Liga, com o escrete do Avaí, em casa.


Time base: Marcos; Diego Tavares, Airton, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Alex Santana, Vitor Feijão, Renatinho e Carvalho; Yan Philippe. Tec. Wagner Lopes.

Destaque: Marcos – O goleiro Marcos, um dos poucos que permaneceram, é com certeza o mais experiente do atual elenco. O arqueiro será o comandante de dentro das quatro linhas, já que o plantel deste tem a média de idade baixa.

Treinador: Wagner Lopes - Estreante no futebol paranaense tem a missão de reestruturar o Paraná Clube. Como jogador, Wagner Lopes teve passagens no futebol japonês e chegou até vestir a camisa da seleção do Japão. Já como treinador, Wagner passou pelo Paulista-SP, São Bernardo-SP, Botafogo-SP e o outros. O último clube foi o Sampaio Corrêa-MA, em 2016.

__________________________________________
DO RICO AO POBRE, O FUTEBOL SEM DIVISÃO